Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 27° C
17° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 29° C
  • Wednesday 28° C
17° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 30° C

Autarca em greve de fome contra falta de médico no centro de saúde

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Munido de garrafas de água e um colchão para pernoitar, Rui Amaro, presidente da Junta de Freguesia de Valado dos Frades, na Nazaré, iniciou na noite da passada sexta-feira uma greve de fome em protesto contra a falta de médicos na Unidade de Saúde Familiar (USF) da vila, onde um dos dois clínicos cessou funções, levando a que 1800 utentes tenham de se deslocar seis quilómetros até à sede do concelho.
Autarca recebeu a solidariedade da população

Munido de garrafas de água e um colchão para pernoitar, Rui Amaro, presidente da Junta de Freguesia de Valado dos Frades, na Nazaré, iniciou na noite da passada sexta-feira uma greve de fome em protesto contra a falta de médicos na Unidade de Saúde Familiar (USF) da vila, onde um dos dois clínicos cessou funções, levando a que 1800 utentes tenham de se deslocar seis quilómetros até à sede do concelho.

Instalado à porta do centro de saúde, o autarca justificou que apesar de existirem conversações com o Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste para resolver a situação, “não sabemos se será resolvida dentro de quinze dias, no final do verão ou no fim do ano, porque a tutela manda-nos aguardar”, pelo que decidiu enveredar por este protesto, como forma de chamar a atenção para o problema.

Segundo o presidente da junta, a vida dos utentes sem médico naquela USF fica mais complicada, sobretudo porque “a maioria são pessoas de idade avançada”, sem condições para terem de ir até à Nazaré para serem observadas. A médica que permanece na USF só irá receber três consultas diárias, sendo apenas uma delas aberta aos utentes do clínico que saiu.

Rui Amaro reuniu a solidariedade da população, que o acompanhou nesta luta. “Estou coxa e velha, e o dinheiro não é muito para andar a pagar o transporte para a Nazaré”, queixou-se Maria Madalena. “Temos de ir ao médico ao cemitério, porque aqui não há”, lamentou Manuel Dias.

A greve terminaria na tarde do domingo, quase dois dias após ter sido começada, porque foi recebida a informação de que seria contratado um clínico nos próximos dias.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Suspeitos de furtos de metais não preciosos

A GNR do Cadaval e o Núcleo de Investigação Criminal de Alenquer da GNR detiveram dois homens, de 33 e 47 anos, no dia 2 de agosto, na sequência de uma investigação por furtos de metais não preciosos. Foi dado cumprimento a quatro mandados de busca, duas...

Escola de Sargentos do Exército e Câmara aprofundam parceria

A vereadora Conceição Henriques visitou a Escola de Sargentos do Exército (ESE) no passado dia 26. Recebida pelo comandante da ESE, coronel José Luís Simões, a autarca abordou a continuidade dos mecanismos de colaboração anteriormente existentes entre a Câmara e a ESE, entretanto condicionados pelos tempos de pandemia.

sargentos