Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 22° C
22° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 23° C
21° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 25° C

Ceramista caldense apresenta exposição no Museu da Cerâmica

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
No passado sábado, o Museu da Cerâmica inaugurou a exposição temporária “Heranças e Individualidades”, de Elsa Rebelo, que estará aberta ao público até dia 30 de agosto.
A exposição está patente até dia 30 de agosto, no Museu da Cerâmica

Elsa Rebelo, ceramista e diretora Artística e Criativa na Fábrica Bordalo Pinheiro, em Caldas da Rainha, começou por agradecer aos presentes, referindo que esta exposição surgiu da “paixão pelos diálogos que tenho com as matérias-primas”.

A artista desde muito jovem, na fábrica dos seus pais, vivencia todo o processo de criação e produção da cerâmica e olaria.

João Reis e Armindo Reis são duas grandes referências para a autora, ”pelas suas formas de olaria, os gestos, os bailados das mãos, que proporcionam um diálogo muito interessante, sem esquecer o Ferreira da Silva que transmitiu-me o movimento e a liberdade, o conviver com as matérias de outra forma”. Também têm como grandes exemplos, Manuel Mafra e Rafael Bordalo Pinheiro, pela forma como desafiaram a técnica da cerâmica, através da curiosidade, experimentação e investigação.

Segundo a artista, o gosto pelo “brincar com as matérias e de mergulhar na cerâmica, faz-me esquecer tudo movimento à minha volta, sendo só eu e as minhas matérias que componho e ponho no forno. O meu trabalho no fundo é um conjunto de todas estas vivências e dinâmicas, que misturo com a minha vontade de experimentar”.

Elsa Rebelo também mencionou que nutre gosto pela mistura dos pigmentos, a cor, as texturas das superfícies, o fogo, a conjugação das matérias de uma forma livre, que é como “ uma linguagem própria e uma nova alma à cerâmica”.

A mostra apresenta um trabalho singular de toda uma herança artística e cultural, presente na autora em diálogo constante com as matérias-primas, compondo-as e expondo de uma forma livre as relações entre os materiais e pigmentos, atingindo a sua própria expressividade, em permanente evolução, sempre vivo, mesmo após o seu término.

A exposição encontra-se dividida por temas como Conexões, Eterno retorno, Maré baixa, Cumplicidade, Rio, Orla das Gramelas, Forma de expressão, Paisagem da matéria I e II, Aflorar I e II, À Votre Santé, Jardim Privado e Sementes.

Carlos Coutinho, diretor do Museu José Malhoa também interveio referindo que a obra de Elsa Rebelo é a “força das Heranças vividas e experiências, ao trabalhar as suas próprias individualidades, assente numa inquietude dinâmica evolutiva, recuperando a memória tradicional da olaria e da cerâmica, numa criação frenética contemporânea, objetos de arte, autênticas esculturas e pinturas”.

Igualmente, a vereadora Maria da Conceição afirmou que esta exposição à semelhança de muitas outras, que “tem decorrido neste espaço e noutros espaços da cidade, são extremamente significativas e importantes para a cerâmica, sendo uma forma de afirmação na cidade. Com o encerramento de várias unidades no município, verificamos uma carência na cerâmica, felizmente essa nuvem negra, está a desaparecer com a verificação de crescente interesse pela área”.

Após os discursos, a artista fez uma visita guiada pela exposição para explicar a finalidade das várias peças de cerâmica.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Estudantes visitam Paul de Tornada

A Associação PATO recebeu duas turmas da Escola Secundária Raul Proença, que realizaram um conjunto de atividades de voluntariado, explorando a Reserva Natural do Paul de Tornada numa visita guiada, contribuíram para o nascimento de um jardim sensorial e efetuaram ainda uma monitorização ambiental na Lagoa de Óbidos com o Projeto Coastwatch, recolhendo muito lixo marinho.

pato

Jovens portugueses e finlandeses em intercâmbio

Entre os dias 1 e 8 de abril, a Associação Juvenil de Peniche foi palco de um intercâmbio sob a temática da arte e sustentabilidade. O evento recebeu a participação de doze jovens, de Portugal e Finlândia, com idades entre os 15 e os 25 anos.

intercambio

Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares

O MARE - Politécnico de Leiria e a Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar, em Peniche, vão promover uma nova edição do Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares, que pretende dar a conhecer as espécies de microalgas cultivadas em laboratório, métodos de cultivo, potencialidades como recursos marinhos, sistemas de produção, e os cultivos auxiliares que beneficiam e cujo valor nutricional pode ser modelado através da alimentação com microalgas. As inscrições estão abertas até dia 27 de maio.