Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
22° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C

“O voluntário é um dos colaboradores mais importantes do Hospital das Caldas”

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Cerca de 80 voluntários participaram, nos dias 7 e 8 de maio, numa ação de formação sobre voluntariado intitulada “Continuar a fazer melhor”, promovida pela Liga de Amigos do Centro Hospitalar das Caldas da Rainha. A ação, que decorreu no auditório da Câmara Municipal, teve como objetivo dotar os 33 novos voluntários de informações básicas e indispensáveis à sua correta integração no Hospital. A iniciativa serviu também para fazer “uma reciclagem” aos 55 voluntários já em exercício para melhorarem os seus conhecimentos de boas práticas hospitalares.
Carlos Sá, presidente do Conselho de Administração do CHO, elogiou os voluntários

Além da vertente prática, o programa da ação de formação ?incluiu ainda os temas de voluntariado no serviço de urgência, cirurgia, obstetrícia e pediátrica. Para a área teórica a Liga de Amigos pede ajuda aos profissionais de saúde do hospital, como por exemplo, à dietista por causa dos cuidados a ter com a alimentação dos doentes, porque cada doente tem uma dieta prescrita. “Por vezes há a tentação do doente outro paciente com pão e querer mais e têm de ter a noção que determinados alimentos não podem ser dados”, explicou ManuelaPaula,da Liga.

Da ação de formação fizeram ainda parte instrumentos e conhecimentos adequados à desinfeção para a prevenção do contágio causado porbactérias.

“O voluntário é um dos colaboradores mais importantes do Hospital das Caldas. Tão importante quanto tratar clinicamente as pessoas é fundamental apoiá-las psicologicamente”, disse Carlos Sá, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) na sessão de abertura da iniciativa. “Por muito que nós, nos hospitais, queiramos disponibilizar tempo para essa componente, nem sempre nos é possível e esse é o vosso papel, que é ouvir e ajudar as pessoas”, adiantou o responsável.

Carlos Sá agradeceu aos voluntários pelo facto de disponibilizarem o seu tempo para colaborarem com os funcionários do hospital. “Têm uma função relevantíssima na melhoria do estado de saúde das pessoas que diariamente necessitam de apoio”, manifestou.

O trabalho do voluntário

Ajuda, companhia, atenção, carinho e uma palavra amiga são alguns dos “remédios” que o grupo de Liga de Amigos do Centro Hospitalar das Caldas leva aos pacientes. À chegada ao hospital é impossível não reparar no serviço de acolhimento. Há sempre um voluntário para encaminhar as pessoas para os serviços ou consultas que procuram. A simpatia e a prestabilidade são essenciais para quem precisa.

A par do acolhimento, existe ainda um outro serviço que salta à vista: o carrinho com as bolachas e o café com leite e chá que é servido de manhã e à tarde. À hora de almoço e ao jantar as voluntárias ajudam com a alimentação aos doentes. Também há a distribuição de revistas, leituras para as pessoas internadas e para as salas de espera e ainda desenhos para as crianças pintarem. Existe serviço de cabeleireiro aos doentes e uma equipa a fazer companhia às pessoas que não têm visitas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural no Bairro da Ponte está a ser pintado por crianças

O muro da ponte sobre o caminho de ferro que une as duas freguesias da cidade das Caldas da Rainha, no Bairro da Ponte, está agora a ser utilizado como espaço criativo para as crianças pintarem, englobadas em atividades de ATL.

mural 1

Detido com faca após zaragata no Parque

Um indivíduo de 26 anos foi detido pela PSP das Caldas da Rainha no Parque D. Carlos I quando tinha abandonado uma faca de mato, com uma lâmina com comprimento superior ao legalmente permitido, após ter estado envolvido numa zaragata com outro homem.

parque1 1

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1