Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
22° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C

Laboratório digital inaugurado na Escola Secundária Bordalo Pinheiro

Carolina Neves

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, apostou mais uma vez nas novas tecnologias e desta vez, integrado nas festas da cidade, foi inaugurado, no dia 14 de maio, o Laboratório de Ciência Viva Digital.
Nicolau Borges, Tinta Ferreira, Maria do Céu e Alberto Pereira

“Numa primeira fase irá funcionar como laboratório digital dedicado à formação no âmbito dos cenários de ensino das salas de aula do futuro. Já no arranque do próximo ano letivo irá funcionar como espaço de encontro de todos os interessados no estudo, no conhecimento, na partilha da Ciência Digital. Irá estar ligado aos grandes centros de divulgação de ciência que utilizam as plataformas digitais como veículos de transmissão e partilha dos seus recursos”, revelou Nicolau Borges, diretor do Centro de Formação de Associação de Escolas Centro-Oeste, sedeado na Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro.

Terá recursos digitais para o tratamento do conhecimento científico e sensores digitais, e dedicar-se-á à elaboração de produtos didáticos e realização de formação científica digital avançada para alunos e professores.

“O objetivo é disponibilizar à comunidade educativa um conjunto de recursos digitais e inovadores que potenciem equidade no acesso da comunidade escolar aos novos equipamentos”, explicou Nicolau Borges, adiantando que “a ambição deste centro de Ciência Viva Digital é o de se tornar um centro experimental acessível a toda a comunidade caldense e todos os profissionais que se relacionam com o conhecimento científico”.

Maria do Céu, diretora do estabelecimento de ensino, acrescentou que “este projeto tem a possibilidade de preparar aqui as suas aulas digitais para depois poder tornar as aulas mais aliciantes, mais modernas”.

O Laboratório de Ciência Viva Digital abrange uma área de intervenção muito vasta, sendo que a escola, ao albergar o centro de formação de professores, dá oportunidade a todos os docentes de vários concelhos, desde Peniche, Bombarral, entre outros, que estejam associados ao centro de formação, de usufruírem deste espaço para trabalharem, modernizarem as suas aulas e aprenderem novas técnicas.

Alexandra Sampaio, professora de inglês na escola, contou que acha surpreendente este laboratório “em termos de equipamentos tecnológicos, de avanço, de treino para os professores, de mudar metodologias e formas de trabalho”.

Estiveram presentes, na inauguração, o presidente da câmara municipal de Caldas da Rainha, Tinta Ferreira, e o vereador da Educação, Alberto Pereira. O projeto foi comparticipado pela Câmara, que o financiou nesta fase da sua implementação e pretende servir de alavanca ao funcionamento de um Centro Ciência Viva dedicado às Caldas da Rainha e região envolvente.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1

Caldense no pódio de Miss Inteligência Artificial

Olivia C. é uma influencer portuguesa, gerada por IA (Inteligência Artificial), que ficou no pódio do primeiro concurso de beleza de IA do mundo. Natural das Caldas da Rainha, Olivia ficou em terceiro lugar. Lalina, da França, ficou em segundo e a grande vencedora foi Kenza Layli, de Marrocos. 

olivia

Menor internado em centro educativo por atear seis fogos florestais

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou a pena de medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime fechado, pelo período de três anos, aplicada a um menor de quinze anos pelo Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal e outro qualificado como incêndio florestal agravado.

menor