Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 21° C
Caso passou do tribunal das Caldas para Leiria

Dupla suspeita de roubar ex-jogador do Sporting através de “carjacking” vai ser julgada

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A dupla suspeita de ter assaltado em junho do ano passado o futebolista André Santos, na altura no Sporting Clube de Portugal, vai ser julgada no tribunal de Leiria, para onde o caso foi transferido do tribunal das Caldas da Rainha. Os indivíduos, de 22 e 27 anos, com residência no Bombarral, são também acusados de estarem envolvidos em cerca de duas dezenas de assaltos a bombas de gasolina na região Oeste, em Leiria e Lisboa. Os arguidos, que se encontram em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Leiria, foram apanhados numa operação conjunta das diretorias de Leiria e Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária, que pôs cobro a um extenso rol de crimes associados à dupla, alguns dos quais com ameaça de morte das vítimas. Foi o caso do médio do Sporting, que estava emprestado ao Deportivo da Corunha, em Espanha, e que atualmente joga no campeonato turco, no Balikesirspor, que teve uma caçadeira apontada ao corpo antes de ficar sem o seu carro, em Sobreiro Curvo, Torres Vedras, sua terra natal, onde estava de férias.
A dupla usava os carros roubados através de “carjacking” para assaltar postos de gasolina

O futebolista, de 25 anos, encontrava-se de regresso a casa de familiares em Torres Vedras, de onde o jogador é natural, quando, na noite de 11 de junho, foi surpreendido na localidade de Sobreiro Curvo pelos dois suspeitos, encapuzados e armados com uma caçadeira. Na altura em que tinha parado o seu luxuoso carro de alta cilindrada – um Mercedes CLK 270 CDI, avaliado em cerca de 40 mil euros – para levantar dinheiro numa caixa multibanco.

Foi abordado pelos dois homens, que o empurraram e ameaçaram-no. André Santos não ofereceu resistência e foi vítima de “carjacking”, não sofrendo quaisquer ferimentos.

Os larápios levaram ainda dinheiro, telemóveis e um computador portátil que estava na viatura, que foi usada em vários crimes com uma matrícula falsa e que ficou bastante danificada na sequência de um despiste na A8, após terem invadido uma bomba de gasolina.

Na mesma noite em que assaltou o jogador, a dupla deslocou-se até às Caldas da Rainha e protagonizou outro assalto à mão armada no posto de combustível da Repsol a caminho da Zona Industrial. O funcionário foi ameaçado e ficou sem o dinheiro que estava na caixa.

A dupla protagonizou diversos assaltos por “carjacking” e usou os carros roubados para efetuar os cerca de vinte crimes de que é suspeita. Num dos casos um dos assaltantes disparou uma caçadeira contra o condutor que resistiu ao roubo e que necessitou de tratamento hospitalar.

Elementos da PJ de Leiria capturaram os suspeitos no Bombarral a 2 de julho do ano passado e levaram os suspeitos na manhã seguinte ao tribunal das Caldas da Rainha, de onde saíram a meio da tarde, após o primeiro interrogatório judicial, com a medida de coação mais grave.

Os dois homens, sem profissão, e com antecedentes criminais por roubo, são suspeitos de vinte crimes de roubo agravado, seis dos quais na forma tentada, três furtos, seis crimes de falsificação de documento, detenção de armas proibidas e um incêndio.

Em comunicado, a PJ explicou que a dupla de assaltantes se apoderou de cinco automóveis através do método de “carjacking”, os quais foram utilizados em roubos a postos de abastecimento de combustíveis, com recurso a armas de fogo.

As detenções ocorreram na sequência de ações policiais de recolha de prova, decorrentes da atividade ilícita dos suspeitos entre 25 de maio e 30 de junho, nos concelhos de Caldas da Rainha, Alcobaça, Rio Maior, Santarém, Cartaxo, Torres Vedras, Mafra, Vila Franca de Xira e Loures, sendo ainda suspeitos de uma tentativa de assalto a um banco em Alenquer, sempre de noite.

No decurso da investigação foi apreendido material usado nos assaltos, nomeadamente três espingardas caçadeiras com canos serrados, um revólver, munições, luvas, gorros do tipo passa-montanhas, três automóveis e chapas de matrículas furtadas.

As autoridades conseguiram recuperar os cinco carros roubados, dois deles parcialmente destruídos pelos assaltantes, através de incêndio provocado e em consequência de acidente de viação, assim como dinheiro e diversos artigos provenientes da atividade criminosa.

Segundo a agência Lusa, o julgamento está previsto iniciar-se a 5 de novembro, havendo para além da dupla principal, três arguidos, com idades entre os 20 e 47 anos, que lhes venderam armas, sendo assim acusados de tráfico.

Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Bombarral com teleassistência e monitorização

O Município do Bombarral vai firmar um protocolo de cooperação com a GNR com vista à implementação do programa “eGuard – Sistema de Teleassistência e Monitorização”.

Moradores da Fonte dos Corações, Moinho Saloio e Pinhal do Ribeiro em convívio

A Comissão de Moradores das Urbanizações Fonte dos Corações, Moinho Saloio e Pinhal do Ribeiro, na vila das Gaeiras, celebrou, com o tradicional almoço-convívio, o dia 10 de junho. Este ano, o evento incluiu várias iniciativas e contou com a presença do executivo municipal de Óbidos.

portugal