Q

Previsão do tempo

17° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C
17° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C
17° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 20° C
Futebol - Campeonato Nacional de juniores - 2ª divisão – série D

Caldas Sport Clube 1 – Real Sport Clube 3

Rui Miguel

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Caldas SC – Rodolfo, Rodrigo, Pessoa, Ivo Simões, Tiago, Vítor Hugo, Miguel Fernandes, Marcelo (cap), Pedro Pinto, Fati e Tucho. Suplentes: Xico, Pedro Lopes, Edgar Jacinto, Martim, Jean Rosa, Bragança e Afonso; Graciano Dias (treinador) e Rui Almeida (adjunto). Real SC – Miguel Pereira, Rúben Pires, Marcelino, Robson, João Esteves, João Rodrigues, Tiago, André Ribeiro (cap), Álvaro, Diogo Soares e André Soares. Suplentes: Rafael Pereira, André Santos, Janilson, Rafael Santos, Camará, Diogo Pereira e Edson; Bruno Carvalho (treinador) e Bruno Figueiredo (adjunto).
Equipa do Caldas

Substituições – Caldas SC, Tucho (Sean Rosa aos 26 minutos da segunda parte), Miguel Fernandes (Martim aos 28 minutos da segunda parte) e Xico (Pedro Lopes aos 37 minutos da segunda parte); Real SC, Robson (Camará aos 45 minutos da primeira parte), Álvaro (Rafael Santos aos 17 minutos da segunda parte) e André Soares (André Santos aos 33 minutos da segunda parte).

Disciplina: Cartão amarelo para Robson, aos 8 minutos da primeira parte e Camará, aos 24 minutos da segunda parte.

Golos – Marcelo (Caldas SC) aos 25 minutos da segunda parte; do Real SC – Marcelino aos 8 minutos, João Rodrigues aos 30 minutos e Camará aos 42 minutos, da segunda parte.

Equipa de arbitragem – Henrique Paula (árbitro), João Roldão (assistente bancos) e Manuel Mendes (assistente bancada)

O Real não sentiu dificuldades em somar três pontos diante do Caldas e o desfecho peca por escasso. A formação visitante, com um meio-campo muito criativo, foi criando algumas oportunidades de golo, com boas combinações entre os seus atletas mais ofensivos.

O Caldas não conseguiu materializar em golos as oportunidades criadas e a primeira parte terminou com um nulo. No reatamento o Caldas raramente foi capaz de operar no meio-campo adversário devido ao sistema de jogo eficaz montado pelo Real.

Graciano Dias, treinador do Caldas SC, afirmou que “o adversário foi mais inteligente” e a equipa do Caldas esteve “pouco objetiva”.

“Era sabido que a equipa do Real Sport Clube era muito defensiva, forte e rápida no contra-ataque. Infelizmente os golos sofridos foram de bola parada e ocorreram falhas individuais e coletivas”, referiu Graciano Dias.

Bruno Carvalho, treinador do Real SC, comentou que “foi um jogo bem disputado, contra uma equipa bem organizada. Tivemos consciência que íamos ter algumas dificuldades, visto que o Caldas SC tinha apenas perdido com o primeiro classificado, o Marinhense. Tentámos criar algum desequilíbrio e aproveitando esta estratégia, conseguimos obter um bom resultado, fruto do esforço da nossa equipa”.

Rui Miguel

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

José Viegas com duplo título de campeão nacional de veteranos

José Viegas, que reside nas Caldas da Rainha e foi um dos melhores praticantes nacionais de ténis de mesa, tendo representado o Sporting das Caldas para além de FC Porto, Benfica, Sporting e Clube 81 Huelva de Espanha, entre outros, e foi internacional por Portugal e com inúmeros títulos nacionais, conquistou nos dias 18 e 19 de maio, na Figueira da Foz, na categoria de veteranos, o Campeonato Nacional Individual e de Pares.

viegas