Q

Previsão do tempo

16° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 27° C
16° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 34° C
  • Wednesday 29° C
16° C
  • Monday 34° C
  • Tuesday 38° C
  • Wednesday 33° C

Ondas perfeitas na 2ª etapa do Rip Curl Peniche

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Capital da Onda, Peniche, recebeu nos dias 20 e 21 de setembro, a segunda etapa do “Rip Curl Peniche 2014 powered by Montepio”, o circuito de Surf, Bodyboard, Longboard e SUP Wave do Peniche Surfing Clube. Peniche mostrou novamente porque é um palco de excelência para receber eventos de surfing e a razão pela qual é a Capital da Onda. Os quase cem competidores foram recebidos com excelentes ondas e bom ambiente na praia, com muito público. Realizaram-se no Lagido as primeiras fases dos vários escalões de surf, bem como a final do SUP Wave, com boas condições, vento off shore e ondas até 1m. Bruno Grandela (Micá) venceu o SUP Wave, com o seu eterno rival no Nacional, Rui Falho a ficar com o segundo lugar do pódio. Depois a organização decidiu alterar para a praia que serviu de backup à etapa do mundial que se realiza em Peniche, o Pico da Mota, dado que era a que melhores condições apresentava para a conclusão da prova, que se realizou com recurso a dois palanques devido ao elevado número de inscritos. As ondas estavam com sets de mais de 1,5m e nem mesmo a chuva que se fez sentir intimidou organização e atletas.
Nuno Silva (foto Alberto Carvalho)

Na final de Longboard, Bruno Grandela (Micá) vencedor da primeira etapa, voltou a levar a melhor sobre o jovem João Carvalho e Carlo Engelke, que ficaram em 2º e 3º lugares, respetivamente.

No Surf Feminino, com condições de ondas perfeitas, mas muito exigentes, Mafalda Lopes e Camila Costa, primeira e segunda classificadas, não deram hipótese às estreantes no circuito, Inês Lopes e Inês “Morango”, terceira e quarta classificadas. Com as ausências da primeira e segunda classificadas da primeira etapa, Mafalda e Camila assumem assim os primeiro e segundo lugares do ranking do circuito.

Já no escalão Surf Sub 12, os jovens surfistas mostraram muita coragem e determinação para surfarem um mar perfeito, mas exigente e com tamanho.

Gabriel Ribeiro conseguiu conquistar a 1º lugar sobre Martim Paulino, que vendeu caro o segundo lugar alcançado, pois ficou a apenas 0,60 pontos de Gabriel. O terceiro lugar foi alcançado por Afonso Bessone e o quarto posto do pódio por Carolina Santos, que foi também quinta classificada no Surf feminino.

Nos Sub 14 Miguel Matos e António Caldeira conquistaram o primeiro e segundo lugar do pódio.

A disputa pelo terceiro e quarto lugar ficou a cargo dos finalistas de Sub 12, Martim Paulino e Gabriel Ribeiro, sendo que desta feita Martim conseguiu levar a melhor sobre Gabriel, relegando este último para o quarto lugar.

Neste escalão destaque também para Camila Costa, Mafalda Lopes e Rita Jorge que obtiveram o quinto, sétimo e décimos lugares, respetivamente.

Nos Sub 16, Duarte Baltazar, primeiro, Pedro Correia, segundo, Samuel Palmeiro, terceiro e Tomás Farinha, quarto, proporcionaram um excelente espetáculo de surf. Apesar de ter a melhor onda do heat, Pedro Correia não conseguiu levar a melhor sobre o líder do ranking Duarte Baltazar.

A categoria mais concorrida em número de atletas foi a de Surf Open. O vencedor do circuito de 2013 aproveitou e bem as ausências do líder e vice do ranking, Dane Hall e Nica Rosário, bem como de Guilherme Fonseca, para vencer de forma categórica os seus adversários, Duarte Baltazar em segundo a apenas 0,10 pontos de José Brito, que foi terceiro e o experiente Pedro Santos “Kid” em quarto.

Nuno Silva assume assim o primeiro lugar do ranking do circuito de 2014, com fortes possibilidades de revalidar o título.

No Bodyboard Feminino, a suspeita do costume Anita Lino levou de vencida as suas oponentes, Mariana Machado, segunda, e Sofia Oliveira, terceira classificada (mesma posição que ocupa no ranking do Surf Feminino onde também compete).

Santiago Leitão, primeiro, Bernardo Tormenta, segundo, Rafael Santos, terceiro e Tomás Granada, quarto, mostram que o Bodyboard está vivo e de boa saúde, ao competirem no escalão de Sub 16. Apesar do tamanho das ondas, estes jovens atletas obtiveram scores elevados.

O escalão principal do Bodyboard o Open, a expetativa era grande, pois estavam presentes alguns dos melhores atletas nacionais.

Daniel Fonseca, que fez um campeonato irrepreensível, cimentou sua liderança no ranking com mais uma vitória, relegando para o segundo lugar Pedro Levi Silva, tendo o vencedor do circuito de 2013 e atual nono classificado no Surf Open, Silvano Lourenço, ficado com o terceiro lugar.

O último lugar do pódio foi obtido por William Lourenço, que regressou às competições nesta prova.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Distribuição de kits de primeiros socorros reforça segurança

O município de Óbidos concretizou a aquisição de 50 kits de primeiros socorros como parte de uma estratégia para melhorar a segurança de utentes e profissionais em espaços municipais. Os equipamentos serão distribuídos por escolas, jardins de infância, atividades de tempos livres (ATL) e outros serviços, visando aumentar a capacidade de resposta a emergências.

kits

“Semana Sénior” com passeios

O Serviço de Ação Social do Município do Cadaval voltou a promover a “Semana Sénior”, que decorreu de 1 a 5 de julho e contou com mais de 250 participantes. Castelo de Vide, Coruche, Lisboa, Nisa e Porto de Mós foram as localidades visitadas nesta edição.

semana

Viola amarantina chega ao CCC

O músico e compositor natural de Vila Real, Rui Fernandes, continua a sua digressão pelo país a apresentar a sua mestria na viola amarantina, instrumento tradicional de cinco ordens de cordas duplas, originário da região de Amarante. No dia 26 de julho, às 21h30, atua em quarteto, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha.

viola