Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
22° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C

100 famílias receberam os alimentos do PCAAC- Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados

Inês Lopes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Nos dias 18 e 19, na Expoeste, foram entregues pela União de Freguesias das Caldas da Rainha - Santo Onofre e Serra do Bouro, os alimentos do PCAAC- Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados, a 100 famílias carenciadas. O PCAAC é uma ação anualmente promovida pela Comissão Europeia e que adota um plano de atribuição de recursos aos Estados-Membros, para o fornecimento e distribuição de géneros alimentícios a favor das pessoas mais necessitadas da União Europeia. Portugal apresenta anualmente à Comissão Europeia a sua candidatura a este Plano de atribuição de recursos aos Estados-Membros. Após a sua aprovação fica obrigado a cumprir os procedimentos relativos à sua execução, que se encontram definidos em vários regulamentos da Comissão Europeia.
Lucrecia Silva, foi a primeira vez que recorreu a este apoio

Podem ser beneficiários do PCAAC, desde que em território nacional, todas as famílias/pessoas e Instituições cuja situação de dependência social e financeira for verificada e reconhecida, com base nos Critérios de Elegibilidade aprovados por Despacho de 06/02/96, do então Secretário de Estado da Inserção Social.

As famílias e/ou pessoas com baixo rendimento do agregado familiar; desemprego prolongado; situações de prisão, morte, doença, separação e abandono; pensionistas do regime não contributivo e situações de catástrofe. No caso das Instituições, são carenciadas quando existe maior número de utentes carenciados cujas comparticipações são diminutas; elevado número de utentes com características específicas de acordo com as tabelas dietéticas (crianças, jovens e idosos) ou localização em meio degradado e/ou com menor abastecimento de produtos (o que os encarece), terão direito a este apoio após a análise das despesas e dos rendimentos.

Após uma inscrição na União de Freguesias á qual pertence, e depois da inscrição as famílias/pessoas e instituições após uma análise por parte do ISS – Instituição de Segurança Social serão distribuídos alimentos.

É o caso de Lucrecia Silva, 38 anos, tem quatro filhos e a mãe reformada também pertence ao seu agregado familiar. Atualmente encontra-se de baixa por acidente de trabalho e visto os rendimentos serem curtos viu-se obrigada a pedir ajuda “foi a primeira vez que pedia ajuda para comer”, “esta é uma ajuda enorme a quem passa dificuldades”, disse Lucrecia Silva.

A junta de Freguesia faz a distribuição de alimentos duas a três vezes por ano, a quem fez a inscrição previa para receber este apoio.

Todos os anos no mês de janeiro a Junta de Freguesia recebe as inscrições que posterioemente são enviadas para a ISS.

As quantidades de cada alimento como azeite, óleo, enlatados, massas, manteiga, papás etc são definidos pelo ISS de acordo com cálculos definidos mediante o agregado familiar.

Os executivos da Junta de Freguesia alertou que no ínicio de cada ano, quem tiver necessidade de beneficiar deste programa tem que fazer a inscrição ou renovação da inscrição no programa. “Houve alguma famílias este ano que foram eliminadas por não terem feito a inscrição, apesar deste ano o prazo de inscrição ter sido alargado até março”, disse Mário Ventura.

Assim que os alimentos chegam, a Junta de Freguesia contacta todas as famílias inscritas “para que a ajuda chegue a quem mais precisa bem como para o projeto tenha sucesso”, concluiu Clara Pereira.

Inês Lopes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural no Bairro da Ponte está a ser pintado por crianças

O muro da ponte sobre o caminho de ferro que une as duas freguesias da cidade das Caldas da Rainha, no Bairro da Ponte, está agora a ser utilizado como espaço criativo para as crianças pintarem, englobadas em atividades de ATL.

mural 1

Detido com faca após zaragata no Parque

Um indivíduo de 26 anos foi detido pela PSP das Caldas da Rainha no Parque D. Carlos I quando tinha abandonado uma faca de mato, com uma lâmina com comprimento superior ao legalmente permitido, após ter estado envolvido numa zaragata com outro homem.

parque1 1

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1