Q

Previsão do tempo

29° C
  • Tuesday 29° C
  • Wednesday 27° C
  • Thursday 22° C
29° C
  • Tuesday 29° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 22° C
29° C
  • Tuesday 29° C
  • Wednesday 33° C
  • Thursday 24° C
Programa de partilha de línguas

Ordem do Trevo abre inscrições para o projeto SPEAK e SpeakPro

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Ordem do Trevo com AFA (Associação Fazer Avançar) volta a fazer a diferença nas Caldas da Rainha com projeto social de referência “Speak”. Baseado no projeto Speak Leiria da Associação Fazer Avançar (AFA)) e aproveitando o potencial de replicação no contexto Caldas da Rainha, a ordem do trevo no início do ano 2014 lançou o projeto speak nas Caldas da Rainha Este projeto tem o objetivo de colmatar um conjunto de necessidades sociais, potenciando estímulos e combatendo obstáculos à mudança pretendida. É criar um programa de partilha de conhecimentos onde qualquer pessoa se possa inscrever para aprender uma língua e, quando se inscreve, informa qual a língua que poderá estar disposto a ensinar. Na sua origem o Projeto Speak é um caso de sucesso de empreendedorismo social reconhecido pela Comissão Europeia. Não só porque permite a integração de minorias, como foi o primeiro projeto desta natureza, ao nível da europa, com sustentabilidade financeira.
As aulas que proporcionam um encontro culturas terão lugar no Centro de Juventude das Caldas

O semestre passado o Speak Caldas contou com 6 turmas, preenchidas com 43 alunos, 50 por cento dos quais estrangeiros. As cinco línguas partilhadas foram o português, inglês, francês, alemão e russo, partilhadas por tutores no regime de voluntariado. Segundo comunicado enviado pela Ordem do Trevo, “a experiência foi magnífica para todos”. Tiveram uma turma especial na Foz do Arelho, em parceira com a Junta de Freguesia onde existe uma forte comunidade de residentes estrangeiros de diversas nacionalidades. A iniciativa proporcionou um encontro de americanos, sul-africanos, canadianos, irlandeses e ingleses.

Entre os voluntários da Ordem do Trevo, tutores contaram com um escritor e um professor de história que deram emoção ao português. Tiveram ainda um encenador que teatralizou o alemão e uma francesa que cantou músicas da cantora Édith Piaf.

O projeto visa assim a geração de um todo comum inclusivo, isto é, promover a interculturalidade no seio de uma comunidade inclusiva independentemente do estrato ou classe social.

O arranque nas Caldas, em março de 2014 deu-se apenas na sua vertente social “Speak Social” mas o projeto, para ser auto sustentável, tem de ter a sua parte de financiamento, o Speak Pro que é uma oferta comercial que visa assegurar a sustentabilidade financeira do projeto.

O Speak Pro é produzido já em ensino curricular, pago em regime “low-cost”, que é lecionado por pessoas credenciadas e que estejam desempregadas. Pretende-se assim, não só sustentar financeiramente a parte cultural mas também ajudar pessoas desempregadas, valorizando-as.

A sua missão e prioridade são de cariz comunitário, e a oferta comercial existe, apenas, para assegurar a sustentabilidade.

O Speak Pro é uma escola de línguas de baixo custo e com ofertas em formatos inovadores que mais do que competir no mercado existente, procura criar um novo mercado.

O Speak Social consiste á na partilha de culturas e línguas entre participantes, baseado no conceito de troca de conhecimentos e competências. A diversidade dos participantes, bem como a sua motivação são fatores críticos de sucesso do projeto. As aulas e os eventos são as duas grandes áreas de atuação desta iniciativa.

O speak destina-se a todos os que o queiram frequentar e partilhar a sua cultura As aulas funcionam com pessoas de diferentes nacionalidades a aprenderem uma mesma língua que escolheram, sendo o conteúdo programático deixado à criatividade dos professores.

O docente é a pessoa que fica responsável pelo ensino da sua língua. No caso de uma língua estrangeira será o próprio imigrante a ensinar. O principal objetivo é o passar a cultura, os valores, os hábitos e crenças pela língua de quem está a ensinar aproveitando a partilha de experiência e culturas dos restantes participantes.

As aulas correspondem a 16 sessões por semestre de 90 minutos por semana e são constituídas por 1 a 12 participantes.

Segundo o comunicado, “é nesta experiência de promover a língua como projeto social que uma pessoa conhece o outro, se dá a conhecer – tanto mais a nível familiar ou profissional – quebrando preconceitos e estereótipos. No entanto, mais importante do que isso, é o emergir e o criar laços de amizade, entre pessoas que estão distantes, não só pessoalmente como culturalmente”.

A aceitação pela diferença é também outro objetivo deste projeto de parcerias. “Espera-se, efetivamente, que comece a ser “transportada” pelos participantes, passe para casa de cada uma das pessoas, para as suas famílias, para o seu círculo de amigos e assim se espalhe no desenvolvimento comunitário”, diz o comunicado.

Inscrições abertas

No site www.speakafa.org / Opção: “Escolhe a tua Escola” ? “Caldas da Rainha” ou no Centro da Juventude das Caldas da Rainha.

Gratuito para aprendizagem do Português e 13 Euros por semestre para as restantes línguas. As aulas terão lugar no Centro da Juventude. Para mais informações contatar: 934664 895 ou caldas@speak.social

Speak Pro é uma oferta comercial que visa assegurar a sustentabilidade financeira do projeto.

O projeto é um negócio social mas a sua missão e prioridade são de cariz comunitário, e a oferta comercial existe, apenas, para assegurar a sustentabilidade. Tem o objetivo principal de colmatar uma necessidade identificada pelo aluno.

A Ordem do Trevo irá iniciar com as turmas de Inglês, Alemão, Espanhol, Francês e Português e pretende que seja uma escola para quem, mais do que um diploma, procura aprender um idioma.

O custo é de 220 Euros com a duração de três meses. As aulas que também terão lugar no Centro de Juventude terão a duração de120 minutos duas vezes por semana.

Em 2014 o projeto Speak foi Finalista do prémio Insead na categoria de Empreendedorismo Social. Em 2012, venceu a competição de Empreendedorismo e foi distinguido com o selo europeu para as línguas, atribuído pela Comissão Europeia a projetos inovadores na área do ensino e aprendizagem das línguas. O SPEAK foi cocriado pela Associação Fazer Avançar e pelo Social Lab da Fundação EDP.

Foi dos primeiros negócios sociais criados em Portugal e o primeiro criado em Leiria.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Óbidos Criativa no Nacional de Masters com 14 pódios

O Clube de Natação Óbidos Criativa (OC) participou no Campeonato Nacional de Masters de Verão, realizado de 4 a 7 de julho no complexo de piscinas de São João da Madeira. Os nadadores de Óbidos alcançaram 14 pódios, com cada atleta a conquistar pelo menos um lugar no pódio.

Masters

Ministro assinala 100 dias de Governo no Cadaval

Para assinalar os primeiros 100 dias de governação, o PSD organizou, em todo o país, reuniões abertas aos militantes e simpatizantes, com a participação de um ministro. Foi neste contexto que, no passado dia 10, o ministro-adjunto da Coesão Territorial, Manuel Castro Almeida, esteve no Cadaval.

ministro