Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
16° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
17° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 22° C

O Hospital Termal e a Câmara

ntónio Gaspar
12 de Junho, 2014
A Câmara Municipal de Caldas da Rainha vai, finalmente, apoderar-se do Hospital Termal. O plano A do sr. presidente é de uma simplicidade administrativa surpreendente. Plano A: a autarquia tudo fez e faz para se apossar do património hospitalar, algo cobiçado há centenas de anos e agora, finalmente, na única época histórica possível em 500 anos, alcançará facilmente a sua conquista e simultaneamente subjugará o poder hospitalar, “a pedra no sapato” do poder autárquico caldense, acabando com 500 anos de um ciclo de história da única cidade hospitalar portuguesa.,

Depois do município conseguir, penso que ainda neste mês de junho, a conquista burocrática do Hospital, o plano A prossegue e consiste, pura e simplesmente, apenas em ceder, ceder o Hospital Termal.

Ceder porque a Câmara não sabe, não tem apetência para tal, nem legalmente o pode gerir.

Ceder o Hospital Termal de “preferência a parceiros na área social,” e já que se cede ainda bem que a estes, embora o devesse ser com regras, de preferência consensuais das forças vivas da cidade. Mas caso tal cedência não seja possível, sê-lo-á a qualquer outro parceiro, grupo económico que apareça e o queira.

Caramba: assistimos de há alguns anos para cá a um plano otimamente elaborado, junto de todos os ministérios e governo, de conquista do património hospitalar de um engenho e arte exímio, e agora não resta um pouco mais de sapiência para, num momento crucial como este para o nosso Hospital, se ponderar um plano perspicaz para o Hospital Termal, que não este miserabilíssimo ato “administrativo” de cedência.

Conquistar pela ambição de vencer, de ter, de possuir, apoderando-se do que o governo dá e que nem ao estado pertence, por ser pertença da Instituição Hospital Termal, ficando na história como os que se conseguiram apropriar do património hospitalar, para depois o oferecer a outros, a estranhos, porque não há capacidade de orientar. Estes serão dois atos que a história avaliará.

Solicita também o sr. presidente da Câmara consenso dos partidos políticos para uma solução para o Hospital Termal. Consenso que se apreende seja o de que todos os partidos com representação nas Caldas da Rainha, consensualmente, aceitem o pensamento do Sr. Presidente e da maioria camarária, não havendo da parte do Dr. Tinta Ferreira o verdadeiro empreendimento de consenso, de compreender e debater também o pensamento dos partidos da oposição, apresentando também, para debate, o seu plano B, para conseguir, o que seria de facto, um consenso.

António Gaspar

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Detido na Foz do Arelho por tráfico de droga

Um homem de 27 anos foi detido na Foz do Arelho na passada quarta-feira por tráfico de estupefacientes. No decorrer de uma ação de patrulhamento da GNR das Caldas da Rainha, com o reforço dos postos de São Martinho do Porto e do Bombarral, os militares depararam-se...

246347459 2428007130663237 4279653524251237677 n

Dupla fez roubo em supermercado e foi apanhada a assaltar restaurante

Dois jovens foram imobilizados por clientes quando tentavam assaltar um restaurante em Casais do Baleal, no concelho de Peniche, na noite de passada quinta-feira, depois de terem levado 290 euros de um supermercado na Foz do Arelho, sob ameaça de arma de fogo. Presentes a tribunal, foram deixados em liberdade com apresentações semanais às autoridades policiais, enquanto decorre o processo judicial.

assalto