Q

Previsão do tempo

16° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 27° C
16° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 34° C
  • Wednesday 29° C
16° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 38° C
  • Wednesday 33° C

Estudo antecipa o que poderá ser o termalismo caldense em 2035

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara das Caldas da Rainha vai realizar, em parceria com o Cencal - Centro de Formação Profissional para a Indústria Cerâmica, um estudo de diagnóstico prospetivo estratégico para antecipar o que poderá ser o termalismo caldense em 2035, ano em que se comemora o 550º aniversário da fundação do Hospital Termal.
A iniciativa foi apresentada pelo presidente da Câmara e pelo economista José Luís Silva

A iniciativa foi apresentada na passada segunda-feira, em conferência de imprensa, pelo presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira, e pelo economista José Luís Silva, colaborador do Cencal, que irá coordenar o projeto.

O presidente da Autarquia lembrou que o Hospital Termal está num momento de decisões relevantes e importantes, em que o Município vai discutir se aceita ou não a proposta que a administração central fez de cedência do património e das águas termais em determinadas condições. No pressuposto da Autarquia ficar com esta responsabilidade, o autarca sublinha que é importante “perceber qual poderá ser o futuro desta unidade de extrema importância para as Caldas”, garantindo que o projeto “não influenciará” na decisão da autarquia aceitar ou não o património termal.

O estudo tem como objetivo a antecipação de caminhos e visões para o termalismo caldense num horizonte de cerca de vinte anos. “A necessidade de dotar o Hospital Termal de um instrumento de orientação estratégica impõe-se, hoje mais do que nunca, nomeadamente numa altura que a Autarquia toma decisões importantes em relação ao futuro do termalismo”, disse José Luís Silva, que pretende “antecipar quatro ou cinco cenários sobre o que poderão ser as termas daqui a 20 anos”.

A metodologia definida para o trabalho inclui um estudo retrospetivo dos últimos 30 anos das termas caldenses, e um diagnóstico da situação atual e do potencial do centro termal, que será feito através da realização de três workshops públicos dirigidos a todos os atores que pretendam contribuir para o estudo.

A primeira sessão terá lugar a 6 de maio, no Centro Cultural e de Congressos (CCC) das Caldas da Rainha, onde será discutido “o centro termal caldense na perspetiva da oferta”.

Seguir-se-ão mais duas sessões de trabalho, ainda em data a agendar, com os temas: o centro termal caldense na perspetiva da procura e o termalismo das Caldas no contexto envolvente das dimensões culturais, turísticas, recreativas e desportivas.

Para estes ateliers a Câmara está a convidar especialistas em termalismo e noutras atividades ligadas à saúde e bem-estar, bem como responsáveis por escolas, associações, empresas de hotelaria e restauração empresarias, operadores turísticos, entre outros. Mas podem participar todas as pessoas interessadas em contribuir para o estudo.

Os resultados das três sessões serão, depois, tratados e analisados pela equipa do estudo para identificar “quais os atores em jogo, os desafios estratégicos no horizonte de 2035 e os objetivos associados”. Depois será feita a análise morfológica que permitirá fazer a combinação das hipóteses que constituem as imagens possíveis de futuro. A partir daí podem ser construídos os cenários dos futuros possíveis para o termalismo nas Caldas da Rainha.

O estudo deverá estar concluído num prazo de cerca de cinco meses.

Tinta Ferreira revelou que o protocolo estabelecido com o Cencal não contempla qualquer pagamento pelo estudo, sendo a contrapartida da câmara a realização de arranjos exteriores e obras de manutenção no edifício do centro de formação.

Marlene Sousa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Distribuição de kits de primeiros socorros reforça segurança

O município de Óbidos concretizou a aquisição de 50 kits de primeiros socorros como parte de uma estratégia para melhorar a segurança de utentes e profissionais em espaços municipais. Os equipamentos serão distribuídos por escolas, jardins de infância, atividades de tempos livres (ATL) e outros serviços, visando aumentar a capacidade de resposta a emergências.

kits

“Semana Sénior” com passeios

O Serviço de Ação Social do Município do Cadaval voltou a promover a “Semana Sénior”, que decorreu de 1 a 5 de julho e contou com mais de 250 participantes. Castelo de Vide, Coruche, Lisboa, Nisa e Porto de Mós foram as localidades visitadas nesta edição.

semana

Viola amarantina chega ao CCC

O músico e compositor natural de Vila Real, Rui Fernandes, continua a sua digressão pelo país a apresentar a sua mestria na viola amarantina, instrumento tradicional de cinco ordens de cordas duplas, originário da região de Amarante. No dia 26 de julho, às 21h30, atua em quarteto, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha.

viola