Q

Previsão do tempo

25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 24° C

Caldas da Rainha, cidade Feira Popular

José Costa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Caros portugueses, após tantos anos de polémica e controvérsia sobre o encerramento da Feira Popular de Lisboa, acabo de descobrir, e de uma forma pouco ortodoxa, que afinal, a mesma não encerrou, mas sim foi deslocada para uma cidade do Oeste, no distrito de Leiria: Caldas da Rainha. Só é de lamentar, é que com a contenção orçamental que o país atravessa, e que a todos afeta, que parte dela seja colocada no interior de edifícios.

Sei que neste momento estão a fazer uma cara de espanto e dúvida, mas passo a explicar.

Sou residente na referida cidade, e no fim de semana de 11 a 13 de abril estiveram instalados nesta cidade e a efetuar espetáculos diários o Circo Chen e o Espetáculo Aquático Jorge Cardinal.

Agora juntemos a estes dois, e com o maior respeito pelos mesmos, o Circo da Camara Municipal, o Circo da Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Pópulo, o Circo da Junta de Freguesia de Santo Onofre, montanha russa das nossas ruas, o percurso mistério da nossa cidade cujo centro é mais uma pista de motocross que um centro, e ainda uma pista de carrinhos de choque junto do Espetáculo Aquático Cardinal.

Sim desculpem os eleitores, mas chamo Circos aos órgãos de poder local (desculpem-me ainda mais os verdadeiros circenses), mas de facto uma Camara Municipal com a conivência de uma Junta de Freguesia, que licencia a locação de um espetáculo circense dentro de uma zona residencial a escassos três metros de complexos de edifícios de habitação, com espetáculos que terminam muito para lá da meia-noite, não passa de um circo de muita fraca qualidade.

Passo a explicar para quem não reparou e ou desconhece, resido na Cidade Nova, e o Espetáculo Aquático Jorge Cardinal, foi instalado no parque de estacionamento da Expoeste, a escassos 3 metros dos prédios deste bairro.

Tem uma grande vantagem, desde que o mesmo aqui se instalou não necessito de ligar a minha iluminação em casa, pois com os holofotes que possuem permanentemente ligados, em minha casa é dia permanente.

Reconheço que a nossa Câmara e Junta de Freguesia necessitam de dinheiro, mas já que assim é por que motivo, os nossos autarcas, não licenciaram a locação dos mesmos junto das suas residências?

Pergunto-me, somos (os residentes desta zona da cidade) cidadãos de segunda? Não pagamos nós os nossos impostos?

Penso que não, temos os passeios que são uma miséria, as ruas outra, e como se não bastasse, agora isto!

José Costa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1

Novo presidente do Rotary quer ajudar os bombeiros com a compra de aparelhos respiratórios

O empresário Luiz Gomes assumiu, no passado dia 8, a liderança do Rotary Club das Caldas da Rainha, sucedendo na função a Hélia Silva na cerimónia de transmissão de tarefas que decorreu no restaurante “A Lareira”, com o lema “A Magia do Rotary”, numa alusão à capacidade que cada rotário tem em melhorar a comunidade onde se enquadra.

presidente 1

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1