Q

Previsão do tempo

20° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 28° C
20° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
21° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 36° C
  • Saturday 33° C
Conferência organizada pela Recuperação.eu

“A insolvência não é o fim, pode ser o início de uma vida nova”

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“A insolvência é sempre um fim, mas também deverá ser vista como um princípio, uma oportunidade de fechar um ciclo e iniciar uma nova vida.
Conferência na Expoeste

as também deverá ser vista como um princípio, uma oportunidade de fechar um ciclo e iniciar uma nova vida. Dramático é muitas vezes não se terem tomado as medidas certas”, disse Jorge Faustino, administrador de insolvências. Para este responsável “cada caso é um caso e deve ser tratado individualmente”.

Jorge Faustino foi orador no debate “Como Ultrapassar a Crise”, que decorreu na passada sexta-feira, no auditório da Expoeste/AIRO, dirigido a empresas e a empresários com o objetivo de informar sobre insolvências e os Programas de Revitalização de Empresas: PERSI, PARI e PER.

Foi uma organização da empresa de consultores Recuperação.eu, que considera que numa sociedade e num mercado em convulsão, a insolvência de particulares e de empresas é um tema na ordem do dia.

O presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Tinta Ferreira, abriu a conferência, destacando a importância da iniciativa, uma vez que é sobre a economia do nosso concelho, em que o nosso tecido empresarial é essencialmente composto por micro, pequenas e médias empresas. “Temos muitos serviços e comércio e é natural que em situações de crise haja necessidade de esclarecimentos, informações e acompanhamento quer dos empresários quer das famílias, de forma a poderem enfrentar e dar volta às situações mais difíceis”, disse o autarca, acrescentando que neste mandato quer estar ao lado das empresas e das famílias.

A conferência contou ainda com a intervenção dos especialistas nos instrumentos de apoio à atividade empresarial, César Santos, consultor financeiro e diretor geral da empresa Recuperação.eu, e do advogado José Borges.

A intervenção destes elementos suscitou algumas questões do público, que pediu alguns aconselhamentos.

A empresa Recuperação.eu, com lojas em Alcobaça, Leiria, Figueira da Foz, Coimbra, Almada, entre outros locais do país, abriu em maio de 2013 um espaço nas Caldas da Rainha. “Pensamos que Caldas da Rainha é um nicho onde a crise chegou mais tarde do que nas outras regiões, apontou Paulo Chaves, responsável da loja.

Situada na Rua Capitão José Ferreira Mendes Nazareth, nº7 (Quinta da Cutileira), nas Caldas, Recuperação.eu presta um acompanhamento personalizado e especializado, desde a recuperação de passivo e reestruturação financeira até aos financiamentos e apoio aos investimentos.

A funcionar já há uns meses nesta cidade, o responsável diz que tem tido vários clientes, nomeadamente famílias que procuraram o crédito fácil e que hoje por uma questão de desemprego ou doença ficaram na impossibilidade de cumprir os seus créditos e estão numa situação de incumprimento. “Superou as nossas expetativas e ainda bem que temos conseguido soluções para muitas pessoas”¸ disse Paulo Chaves, acrescentando que tem o feedback de famílias que ajudaram que neste momento já recomeçaram as suas vidas.

“A realidade é que muitas famílias, com a ajuda certa, conseguem recuperar “, referiu.

Esta iniciativa está inserida no plano de atividades da Recuperação.eu que está a realizar debates em vários locais do país.

Para esta conferência, a empresa de consultores e ajuda financeira contou com os apoios da AIRO – Associação Empresarial da Região Oeste, JORNAL DAS CALDAS, Rádio Mais Oeste e Câmara Municipal das Caldas da Rainha.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Vereador contra “duplicação de subsídios”

O vereador do PS na Câmara Municipal das Caldas da Rainha está contra a atribuição de verbas à ADIO – Associação para o Desenvolvimento Industrial do Oeste para fazer face a despesas com eventos na Expoeste, alegando que “já beneficia de uma comparticipação...

Recriação histórica e noite de fados

No passado dia 6 realizou-se uma recriação histórica e noite de fados, tendo como cenário os lavadouros da freguesia do Vau, no concelho de Óbidos. A recriação histórica ficou a cargo do Rancho Folclórico e Etnográfico Estrelas do Arnóia, da Sancheira Grande,...

vau