Q

Previsão do tempo

18° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 21° C
18° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 21° C
19° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 23° C

O intolerável

José Lucas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Doente com cancro espera dois anos por colonoscopia. Quando fez o exame, o doente já tinha cancro no intestino e era inoperável. O ministério já lamentou este caso «intolerável» (in “site” da TVI, 2014-01-08).

Como de costume, diariamente vi o resumo das notícias numa página na Internet.

Não queria acreditar no que estava a ler.

Certamente fora um engano, ou então alguém famoso que dera com a língua nos dentes.

Mesmo em cheio!

Gente famosa maltratada em Portugal.

Uma senhora, portuguesa, na casa dos 60 anos, esperou dois anos para fazer um exame que, hoje em dia, é quase rotineiro.

Não era uma pessoa qualquer, não era uma mãe de um primeiro-ministro ou de um vice primeiro-ministro ou algo do género.

Não!

Era mesmo gente famosa, daquelas pessoas que merecem todo o nosso respeito e admiração.

Sinceramente, não me recordo do nome da senhora (nunca fui muito bom a decorar nomes), mas isso é de menos importância.

Como é possível que em Portugal, um país do 1º mundo, gente famosa seja assim deixada ao acaso?

Como é possível que em Portugal, um país do 1º mundo, não haja dinheiro nos Hospitais (que se tornaram locais de comércio), para salvar vidas?

Como é possível que estes e outros casos passem pela indiferença de médicos, enfermeiros, auxiliares, familiares e somente dois anos depois venha a público?

Como é possível estarmos todos mortos e não sabermos (quando um povo se torna indiferente, já morreu…)?

Como é possível um governante vir lamentar e dizer que é intolerável, quando se anunciam prémios aos Hospitais que poupem mais nos medicamentos que receitam? Para quando um prémio aos Hospitais que mais velhos deixem morrer?

O que é intolerável é o silêncio ensurdecedor de um povo egoísta e indiferente, que vai tentando salvar o seu umbigo enquanto não chegar a sua vez… de ser esquecido!!!

PS – Não referi que a senhora famosa que cito no texto é uma mulher, anónima, portuguesa, trabalhadora, simples, pobre materialmente mas rica de tenacidade, de sofrimento, de caráter, enquanto gente criminosa vai decidindo quanto vale uma vida portuguesa em termos do PIB e respetiva cotação na bolsa.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Barómetro – Festival de Intervenção Cultural e Artística

O Teatro da Pessoa, numa parceria com a Junta de Freguesia das Gaeiras e o Município de Óbidos, organiza a II edição do Barómetro - Festival de Intervenção Cultural e Artística, que acontecerá no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, de 12 a 19 de maio.

Rute Silva apresenta livro

O auditório municipal Casa da Música, em Óbidos, é palco no dia 18 de maio, pelas 17h30, da apresentação do livro “Diário de Hodgkin”, de Rute Silva.

rute