Q

Previsão do tempo

20° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 21° C
20° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
19° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 23° C

Pedido de reunião do CHO com a Câmara das Caldas gera polémica

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O presidente da Câmara das Caldas, Tinta Ferreira, informou o executivo que o administrador do CHO – Centro Hospitalar do Oeste, Carlos Sá, enviou um e-mail ao Município endereçando um convite para uma visita de trabalho ao Hospital das Caldas da Rainha. No entanto, “para a data comunicada, não era possível a comparência, atendendo a que o referido e-mail foi recebido com apenas dois dias de antecedência”.
Atendimento na Urgência motivou críticas

Pelo executivo foi proposta a marcação de uma reunião para este mês de janeiro.

O vereador Rui Correia, do PS, pronunciou-se sobre a entrevista do administrador do CHO ao JORNAL DAS CALDAS relativamente à situação atual do hospital das Caldas da Rainha, nomeadamente ao nível dos serviços de enfermagem, dos médicos e da gestão do referido Hospital. Manifestou a sua preocupação pelas informações prestadas na entrevista, em que “o sr. administrador acusa a câmara municipal de não ter respondido a convites por si remetidos”.

Sendo informado que a câmara recebeu de facto, por mail, um convite apenas na véspera da data de publicação da entrevista, “percebe-se que se trata de uma acusação inoportuna, oportunista e destituída de fundamento, facto que, tendo em conta as públicas e altas responsabilidades que lhe estão cometidas, muito se

deplora. Em todo o caso o que mais releva é a abertura da possibilidade de despedimento de mais pessoal clínico, para além do que já vem acontecendo”.

O socialista reiterou que a autarquia “não pode admitir mais nenhuma redução de efetivos uma vez que comprovadamente colocam em causa protocolos estabelecidos entre o ministério da saúde e a ordem dos enfermeiros”.

Apontou que “vêm sendo apresentados vários pedidos de demissão por parte do pessoal médico, facto inédito que faz transparecer a inadequação técnica das medidas que vêm sendo propostas pela atual administração”. O executivo municipal, por proposta deste vereador, concordou com o convite ao Sindicato de Enfermeiros Portugueses para comparecer em reunião da Câmara.

Garrafa de vinho do porto e bolo rei

O vereador Jorge Sobral, do PS, propôs a entrega de uma garrafa de vinho do porto e um bolo rei às pessoas que estivessem a trabalhar na noite de 24 para 25 de dezembro, no âmbito do serviço público à população no concelho. O executivo municipal concordou com a proposta.

Despesas com o espetáculo da passagem de ano

Foram apresentadas as despesas com o espetáculo da passagem de ano na Praça da Fruta, tendo sido realizado contrato com Cláudia Sofia (Rebeca), pelo valor total de € 1.666,67, a acrescer do IVA, com a Infrasom – Produções Audiovisuais, Lda, pelo valor total de € 2.000,00, mais IVA, com a Pirotecnia Oleirense, Lda., pelo valor total de €3.000,00, a acrescer do IVA e com João Carlos Costa, pelo valor total de €938,50, a juntar o IVA.

Cedência de sala na escola básica das Antas

O Centro Social Paroquial Nª Sr.ª das Mercês, de Carvalhal Benfeito, solicitou à Câmara que lhe seja cedida uma sala devoluta da E.B.1 das Antas, para colocação de espólio de antiguidades (móveis e utensílios) oferecidos a esta instituição.

A autarquia deliberou ceder as instalações da escola para armazenamento de espólio de velharias (móveis, utensílios antigos) e depósito de arquivo de documentação, não lhe podendo dar outro uso.

Esta cedência é feita pelo prazo de cinco anos, findo o qual, considera-se automaticamente renovado, por períodos sucessivos de um ano.

A cedência extinguir-se-á caso a entidade cesse a sua atividade ou se ocorrer o abandono ou encerramento das instalações por um período superior a um ano.

Caso o Município necessite das instalações ou não pretenda renovar, deverá comunicar ao Centro Social com antecedência de 60 dias sobre o termo do prazo.

As benfeitorias realizadas na referida Escola passam a integrar o património do município, sem que haja lugar a qualquer indemnização.

O Centro Social não poderá ceder o seu direito a outrem, hipotecar, alienar ou onerar. Ficarão a cargo do Centro Social as reparações ordinárias e todas as despesas correntes, nomeadamente com água e eletricidade, e encargos inerentes. Compromete-se ainda a zelar pelo bom estado e conservação do imóvel, assim como pela sua segurança.

A deliberação foi tomada por unanimidade.

Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Papagaios gigantes coloriram o céu na Foz do Arelho

O passado fim-de-semana foi de grande animação na Foz do Arelho, com diversos eventos a terem lugar, no âmbito do 2º Festival da Lagoa. No domingo, os papagaios tomaram conta do céu.

primeira

Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos continuam fechados ao fim de semana

A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.

urgencia

“Mural dos afetos” dá as boas-vindas a quem chega à cidade

A imagem de uma mãe abraçada à filha embeleza a fachada de um edifício na Rua General Amílcar Mota, na entrada sul da cidade. Trata-se de um mural de arte urbana, da autoria de Daniel Eime, que identifica Caldas da Rainha como uma cidade que há uma dezena de anos faz parte do Movimento Cidade dos Afetos.

afetos