Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
16° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
17° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 28° C
Ex-autarca elogiado pelas suas qualidades humanistas

Doença prolongada mata Hermínio Maçãs

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O caldense Hermínio Maçãs, professor e ex-autarca nas Caldas da Rainha, destacado militante do PS, morreu, na passada quarta-feira, aos 75 anos, vítima de doença prolongada. Foram vários os artigos publicados no JORNAL DAS CALDAS de iniciativas levadas a cabo por Hermínio Maçãs, que gozava de muita simpatia por parte da população caldense, tendo ao longo da sua vida desenvolvido causas de solidariedade social.
Hermínio Maçãs e o seu característico cachimbo (Francisco Gomes foto)

Hermínio Maçãs nasceu a 6 de março de 1938. Exerceu a profissão de professor provisório nos anos de 1958 a 1962, na Escola Rafael Bordalo Pinheiro. Fez dois mandatos como presidente da Junta de Freguesia de Santo Onofre e foi vereador da Câmara Municipal das Caldas da Rainha.

Também se dedicou à direção de coros, onde ensaiou durante anos o novo Orfeão Caldense.

Na cerimónia que decorreu no auditório do CCC a 15 de maio de 2013, foi distinguido com a medalha de mérito.

O JORNAL DAS CALDAS falou com alguns amigos de Hermínio Maçãs, que enalteceram a sua memória.

Para Delfim Azevedo, vereador na Câmara Municipal das Caldas pelo PS, desapareceu um homem generoso que se preocupava mais com os outros do que com ele próprio. “Foi um político humilde, sempre disponível para trabalhar em prol dos outros. É nestes homens que nos revemos, nestes tempos difíceis para as famílias, idosos e jovens”, disse o autarca, acrescentando que “nunca seremos capazes de agradecer a sua disponibilidade e o trabalho que ele dedicou à causa pública”. Deixou um abraço solidário para a família.

Hugo Oliveira, vereador do município deste concelho, foi colega de Hermínio Maçãs na antiga UAL nas Caldas, no curso de Direito em 1994. Recorda que teve a honra de ouvi-lo ao longo da sua vida académica política. “Foi um homem que lutou para a causa pública e guardo no meu pensamento com carinho os conselhos e palavras amigas de incentivo que me deu”, disse, adiantando que “foi um bom amigo e excelente colega, e acima de tudo um grande homem”.

Catarina Paramos, presidente do Partido Socialista das Caldas da Rainha, afirmou que foi com profundo pesar que o PS de Caldas recebeu a notícia do falecimento do “nosso camarada e amigo Hermínio Maçãs”. “O Hermínio foi militante do Partido Socialista, nobre cidadão e autarca de referência do concelho de Caldas, que esteve sempre nas batalhas mais importantes travadas pelo nosso Partido e que também muito contribuiu para o desenvolvimento da freguesia de Santo Onofre, com um enorme sentido de responsabilidade e rigor em prol da causa pública”, referiu Catarina Paramos.

A presidente do PS das Caldas partilha com os amigos e familiares a dor pela perda de um “homem digno e abnegado”, elogiando as suas “convicções como acérrimo defensor do ideário socialista e também na luta incessante por uma sociedade mais justa e plena de oportunidades, sabendo que quem parte nunca deixa de habitar o nosso coração e as nossas memórias”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

PSP ajudada por agentes espanhóis

Dois polícias espanhóis que participaram num projeto de intercâmbio com Portugal entre 1 e 8 e agosto estiveram em serviço de patrulhamento e vigilância na Nazaré, Alcobaça e Caldas da Rainha.

psp

Acidente mata dois jovens

Um rapaz e uma rapariga, ambos de 18 anos, morreram no passado domingo na sequência do despiste do carro em que seguiam, cerca das sete e meia da manhã, no IC2, perto de Alcoentre. Outros dois jovens ficaram feridos, um dos quais com gravidade, uma rapariga que foi transportada para o hospital de Vila Franca de Xira.