Q

Previsão do tempo

20° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 28° C
20° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
21° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 36° C
  • Saturday 33° C

Secretário-geral do PS limpa parede com grafitis nas Caldas

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Quem vive nas Caldas da Rainha, como é o meu caso, sabe que esta é uma cidade completa suja de graffitis. Infelizmente a Câmara Municipal não cuidou desta cidade”. Palavras de António José Seguro, secretário-geral do Partido Socialista, na passada sexta-feira, numa ação de sensibilização para a limpeza das paredes da cidade, durante a qual foi limpa a fachada de um prédio na rua Dr. Leão Azedo, local que segundo o PS local “foi escolhido não só pela sua centralidade e beleza arquitetónica do edifício, mas também por ser em frente ao edifício da Rodoviária, que recentemente foi alvo de limpeza”.
António José Seguro a limpar uma parede suja

“Esta é uma ação que se insere dentro da candidatura que o PS apresenta às Caldas, que tem como prioridade devolver aos caldenses uma cidade limpa”, sublinhou António José Seguro.

“Somos a favor da arte urbana e ela deve ser promovida, mas deve ser feita em respeito com aquilo que é a necessidade de termos uma cidade limpa”, apontou.

O socialista fez notar que “há agora a possibilidade dos caldenses fazerem a opção e entregarem os destinos desta cidade ao PS”.

O candidato à Câmara, Rui Correia, quis realizar este “ato simbólico” para representar “o que o PS fará, quando presidir a Câmara”.

“São quatro anos pela frente de muito trabalho. Viram a dificuldade que representa limpar cada inscrição. Estamos disponíveis para esse trabalho. Este é apenas o início da reconstrução de uma cidade que precisa de ser muito bonita e atrativa para que as pessoas aqui venham, e é indispensável meter mãos à obra e acabar com esta situação de uma Câmara não saber como se limpa uma cidade”, manifestou.

Depois de ambos terem experimentado limpar alguns grafiftis, a que se juntou a candidata à junta de freguesia de Nossa Senhora do Pópulo, Catarina Paramos, António José Seguro respondeu aos jornalistas algumas questões da política nacional, aproveitando para acusar o Governo de ter “medidas escondidas” e de estar a preparar mais cortes na saúde, na educação e nas reformas e pensões.

“Os portugueses já estão habituados ao que o Primeiro-Ministro diz antes das eleições e o que acontece depois. Há dois anos dizia que não ia despedir funcionários públicos e baixar salários, e o que aconteceu?”, questionou.

Nova imagem da cidade

A candidatura de Rui Correia lançou uma brochura com várias propostas para a cidade, recolhidas em janeiro deste ano quando lançou o programa eleitoral participativo e traduzidas em maquetas digitais. Pegando em imagens atuais, é feita uma simulação daquilo que o PS pretende para o futuro em locais como a zona do Chafariz das 5 Bicas, a estrada da Foz, junto ao Cencal, ao parque desportivo, ao Colégio Rainha D. Leonor, à CP, à sede da Comunidade Intermunicipal do Oeste, ao estacionamento ao pé da PSP e ao Bairro das Morenas.

Uma das propostas é a deslocalização do terminal rodoviário para junto da sede da Comunidade Intermunicipal do Oeste, recriando inclusive a torre com o relógio existente na atual central de autocarros da Rodoviária.

Outra proposta é um parque de estacionamento com painéis solares para fornecer energia aos bombeiros e à polícia. Um espaço desocupado no Bairro das Morenas é transformado em equipamento comunitário desportivo e de convívio.

Rui Correia garante que nada do que é proposto é inviável financeiramente.

Entretanto, o candidato do PS tem vindo a realizar as sessões “Conversas com Futuro”, na sua sede de campanha, na Rua Miguel Bombarda. Nelas são apresentados os principais eixos programáticos com que o PS se apresenta nas próximas eleições autárquicas.

A primeira destas sessões realizou-se na passada quinta-feira e foi subordinada ao tema do Termalismo, contando para o efeito com a presença de Fernando Regateiro, médico, professor universitário, ex-presidente da Administração Regional de Saúde do Centro e ex-presidente do Conselho de Administração do Hospital Universitário de Coimbra.

O PS propõe a constituição do pelouro do termalismo e do Conselho Municipal de Termalismo, a criação de uma entidade autónoma para aplicação do novo modelo de gestão do Hospital Termal, a elaboração do Plano Municipal de Saúde e autonomia clínica e administrativa do hospital distrital das Caldas da Rainha.

Na passada segunda-feira realizou-se uma nova sessão, subordinada ao tema da Criatividade, contando para o efeito com a presença do ceramista Mário Reis.

Constituição de ilhas de criação e fábricas de experiências em espaços devolutos, a iniciativa Reverse graffiti (remoção criativa de graffitis), criação de galerias efémeras de arte urbana, constituição do ancoradouro criativo – plataforma municipal de contacto entre artistas, escolas e indústria, constituição da orquestra municipal de jazz e constituição do pelouro da criatividade e do prémio municipal de criatividade, são algumas das propostas.

Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Vereador contra “duplicação de subsídios”

O vereador do PS na Câmara Municipal das Caldas da Rainha está contra a atribuição de verbas à ADIO – Associação para o Desenvolvimento Industrial do Oeste para fazer face a despesas com eventos na Expoeste, alegando que “já beneficia de uma comparticipação...

Recriação histórica e noite de fados

No passado dia 6 realizou-se uma recriação histórica e noite de fados, tendo como cenário os lavadouros da freguesia do Vau, no concelho de Óbidos. A recriação histórica ficou a cargo do Rancho Folclórico e Etnográfico Estrelas do Arnóia, da Sancheira Grande,...

vau