Q

Previsão do tempo

16° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 22° C
16° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 23° C
16° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 25° C

Exposição de pintura paga despesas médicas

Maria Marques/Stephanie Antunes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A exposição ‘Pinceladas por David’ encontra-se dividida em duas partes e pode ser contemplada no Bowling Caldas até ao final deste mês e na Casa da Música em Óbidos até dia 15. Esta é mais uma das muitas exposições que Conceição Lourenço faz como suporte financeiro para custear as consultas, deslocações e despesas de David, o filho de sete anos que sofreu um enfarte cerebral durante a gestação e ficou com as sequelas do AVC. Desde a última mostra de pintura feita no restaurante Solmar Canas, David “adquiriu algumas competências”, relata Conceição Loureço. “Começou a beber pelo copo, estamos a ensinar-lhe a comer pela colher, a lavar os dentes e a tentar que ele vá à casa de banho”. Por outro lado, David desenvolveu a autoagressão de uma forma abrupta. “Ele ficou um bocado descontrolado e passámos a recorrer a um psiquiatra para lhe dar medicação para ele se controlar mais; passou inclusive a raspar com as mãos na parede para arrancar a pele, além de bater muito, ficar com nódoas negras no corpo”, isto porque Conceição pensa vir a ser resultado da falta de visão que ele possui.
Conceição Lourenço e o filho

“Como ele tem a falta de visão procura outros estratagemas para se despertar, infelizmente foi para o lado da agressividade e também faz com que ele procure prazer de outras formas, uma delas por exemplo é morder-se – quando ele está mais eufórico ele morde – é uma forma dele se despertar, só que são formas um bocado difíceis de lidar”, afirma Conceição Lourenço.

A exposição conta com onze telas e os preços não ultrapassam os 80 euros. A mesma tem como fim adquirir fundos para a recolha das células estaminais de David.

“Na altura quando o David nasceu, foi um acidente que eu tive e não tivemos a oportunidade de recolher do cordão umbilical mas neste momento já há um laboratório em Londres que recolhe da polpa dentária e como está neste momento a mudar os dentinhos de leite é a altura ideal para recolher as células”, revela. A recolha irá ser feita em Portugal e posteriormente enviada para Londres. Conceição Lourenço considera que é “oportuno para o David guardar as células dele para que assim que surja um tratamento adequado e como ainda não anda acho que seria uma aposta para ver se ele conseguiria passar a essa fase”, acrescentando que “até mesmo seria positivo para ele se ele andasse, talvez ultrapassasse melhor essa questão da autoagressão, tinha outras formas de descarregar aquela euforia que ele às vezes tem”.

Conceição Lourenço afirma passar por situações difíceis com o caso do filho. “Para as consultas cada vez mais temos de recorrer ao privado derivado aos cortes que têm havido”, conta, e dá como exemplos os cortes que foram feitos à fisioterapia no Montepio e à equipa de desenvolvimento de pediatria que existia no termal. “Já não sei onde é o David irá fazer a fisioterapia, não tenho dinheiro para pagar e ele precisa muito porque o David ainda não anda e tem hemiparesia do lado direito – já recuperou o braço, tem vindo a recuperar o equilíbrio e é fundamental a fisioterapia para tentarmos se ele progride alguma coisa ou pelo menos que ele não venha a ter um retrocesso”, salienta.

Conceição Lourenço criou um blogue com o nome da exposição ‘pinceladaspordavid.blogspot.pt’, onde exibe a história do filho, bem como as suas obras de pintura.

Maria Marques/Stephanie Antunes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Estudantes visitam Paul de Tornada

A Associação PATO recebeu duas turmas da Escola Secundária Raul Proença, que realizaram um conjunto de atividades de voluntariado, explorando a Reserva Natural do Paul de Tornada numa visita guiada, contribuíram para o nascimento de um jardim sensorial e efetuaram ainda uma monitorização ambiental na Lagoa de Óbidos com o Projeto Coastwatch, recolhendo muito lixo marinho.

pato

Jovens portugueses e finlandeses em intercâmbio

Entre os dias 1 e 8 de abril, a Associação Juvenil de Peniche foi palco de um intercâmbio sob a temática da arte e sustentabilidade. O evento recebeu a participação de doze jovens, de Portugal e Finlândia, com idades entre os 15 e os 25 anos.

intercambio

Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares

O MARE - Politécnico de Leiria e a Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar, em Peniche, vão promover uma nova edição do Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares, que pretende dar a conhecer as espécies de microalgas cultivadas em laboratório, métodos de cultivo, potencialidades como recursos marinhos, sistemas de produção, e os cultivos auxiliares que beneficiam e cujo valor nutricional pode ser modelado através da alimentação com microalgas. As inscrições estão abertas até dia 27 de maio.