Q

Previsão do tempo

19° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 21° C
20° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
20° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 23° C

Misericórdia das Caldas festeja aniversário com arraial na Praça de Touros

Maria Marques (texto) e Stephanie Antunes (fotos)

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Para comemorar os 85 anos feitos no passado dia 27, a Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha organizou uma festa popular onde reuniu cerca de 80 voluntários no sábado posterior ao dia do seu aniversário, 29 de junho, entre as 16 horas até às duas da manhã.
Demonstração de Body Combat e Zumba do Gloria’s Gym

Música ao vivo (Terabytes, Trinómio e banda Fox), churrasco e bebidas, barraquinhas e muita animação num ambiente festivo, de forma a não só celebrar o aniversário mas também poder transmitir uma imagem diferente aos cidadãos e aproximá-los. “A Misericórdia precisa de descer os muros, estar no meio da cidade, estar mais próximo das pessoas para divulgar as suas atividades e as suas idades”, afirmou o provedor da Santa Casa, Lalanda Ribeiro. “As pessoas têm a ideia errada de que a Misericórdia é uma instituição com lucros e fundos, que está cheia de dinheiro e nós não temos especialmente fundos”, esclareceu.

Margarida Ribeiro, coordenadora técnica do Gabinete de Recursos de Inovação Social, referiu que para além deste objetivo, o arraial teve igualmente outras finalidades, “que é conseguirmos angariar alguns fundos para a nossa obra de ampliação da sede que estamos a fazer – e a outra que também está a decorrer ao mesmo tempo tem a ver com os painéis solares; foi um projeto a que nos candidatámos no âmbito de QREN energia solar do século XXI, para conseguirmos tornar os nossos edifícios com alguma sustentabilidade energética e também contribuirmos para o meio ambiente”.

O número de painéis não é exato, mas “estamos a colocar cerca de 150 painéis solares nos tetos do edifício”, adianta a coordenadora. Quanto à construção da primeira obra, explicou que “o mais importante é o conseguirmos integrar o centro de acolhimento temporário de crianças e jovens em risco, bem como o lar de infantojuventude, portanto, crianças e jovens até aos 21 anos que vão conseguir estar numa parte do edifício que será o 3º andar com condições melhoradas, com quartos mais amplos, um edifício novo que é importante para estes jovens, porque é a casa deles”.

Em representação da Câmara Municipal, o presidente Tinta Ferreira deixou palavras de gratidão no discurso que fez para a Santa Casa. “Pela quantidade de cidadãos que beneficiam deste trabalho em nome da Câmara Municipal manifesto o meu reconhecimento, a minha satisfação pelo empenho e pela dinâmica que esta instituição tem tido”. Também a deputada Maria da Conceição, que ocupa o cargo de presidente da Assembleia Geral da Santa Casa de Misericórdia das Caldas da Rainha, deu o seu parecer na disponibilidade que a Misericórdia tem para com os mais necessitados. “Foi das primeiras instituições a auxiliar o outro mas que tomou logo um rumo diferente, de apoio aos mais velhos, aos mais novos, de portas abertas”. Ainda acrescentou que “como responsável da Ação Social, quero publicamente dizer que não me recordo de nunca ter recebido uma resposta negativa, pelo contrário, mesmo quando era difícil me diziam: ‘vamos tentar ajudar a resolver este problema’”. Rematou, declarando: “O lema desta Casa é estar aberta para ajudar aqueles que neste momento estão a passar dificuldades”.

A Santa Casa surgiu em 1928 a pensar no auxílio, no sentido de ajudar as pessoas. Atualmente abarca uma estrutura residencial de pessoas idosas, um centro de acolhimento temporário de crianças em risco, uma loja social que tem quase 400 utentes, um jardim de infância com 70 crianças e ainda o apoio domiciliário que conta com 70 pessoas e a cantina social que está a oferecer 130 refeições por dia. “Temos realmente uma diversidade de apoios que podemos prestar às pessoas que sentem os efeitos da crise”, informou o provedor, assegurando que “há uma coisa que para nós é importante: é que as pessoas tenham de comer; e as pessoas têm sempre de comer quando forem à cantina social”.

Maria Marques (texto)

Stephanie Antunes (fotos)

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Papagaios gigantes coloriram o céu na Foz do Arelho

O passado fim-de-semana foi de grande animação na Foz do Arelho, com diversos eventos a terem lugar, no âmbito do 2º Festival da Lagoa. No domingo, os papagaios tomaram conta do céu.

primeira

Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos continuam fechados ao fim de semana

A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.

urgencia

“Mural dos afetos” dá as boas-vindas a quem chega à cidade

A imagem de uma mãe abraçada à filha embeleza a fachada de um edifício na Rua General Amílcar Mota, na entrada sul da cidade. Trata-se de um mural de arte urbana, da autoria de Daniel Eime, que identifica Caldas da Rainha como uma cidade que há uma dezena de anos faz parte do Movimento Cidade dos Afetos.

afetos