Q

Previsão do tempo

22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
23° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
23° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Medalhas de mérito distinguem personalidades e clubes caldenses

Carlos Barroso

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Foi ao som da Banda de Comércio e Indústria e de dois coros das Caldas da Rainha que a cerimónia das medalhas teve início, com o maestro Adelino Mota a gracejar ao despedir-se do presidente da câmara com um “até Loures Fernando Costa”. Este momento de boa disposição contrastou com os seguintes de mais formalismo, só quebrado com a enorme ovação que receberam os três medalhados da categoria de mérito humanitário - a equipa da VMER das Caldas da Rainha, o médico oncologista Luís Barros e a diretora do Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor, Maria João. Na cerimónia, que decorreu no grande auditório do CCC, no feriado municipal, foram distinguidas diversas personalidades e instituições locais. A medalha de honra foi para a Caixa Agrícola, no ano em que comemora o seu centenário. José Sobreiro, presidente do conselho de administração, afirmou que a instituição bancária está “dedicada à população e estamos onde mais ninguém está”. O coordenador da VMER, Joaquim Urbano, deixou uma palavra de agradecimento pela distinção e pela colaboração de todos os profissionais que fizeram ou ainda fazem parte da equipa e ainda um agradecimento aos conselhos de administração do centro hospitalar e aos bombeiros com quem colaboram na sua área de intervenção. A filha de Hermínio Maçãs, antigo autarca e que se encontra doente, agradeceu o reconhecimento, lendo uma mensagem do pai indicando que não fez mais do que a sua obrigação enquanto exerceu funções públicas, desafiando outros a fazê-lo da mesma forma. Leonel Cardoso deixou uma palavra de agradecimento pelo reconhecimento obtido, depois de muito trabalho na área desportiva. O presidente da mesa da assembleia municipal, Luís Ribeiro, agradeceu “por aquilo que todos os homenageados fizeram pelo concelho”. Fernando Costa presidente da câmara das Caldas, naquele que foi o seu último 15 de maio, após 27 anos como à frente do executivo, proferiu uma frase de João Fragoso que dizia que “as Caldas tem grande nível cultural” e que “os
Centro Cultural e Desportivo Relvense

Medalhas

Dedicação pública

Centro Cultural e Desportivo Relvense: fundado a 15 de março de 1985 nas Relvas, Santa Catarina

Associação Cultural Recreativa da Laranjeira e Vale Serrão: Foi fundada pelos habitantes da Laranjeira e Vale Serrão, a 20 de novembro de 1987, e tem sede na Laranjeira, freguesia de Alvorninha.

Associação Recreativa e Desportiva dos Chãos: Foi fundada em 1987 em Chãos, Alvorninha.

Mérito Cívico

Armando Jacinto: Nasceu no Campo a 21 de setembro de 1939. Desenvolveu a sua atividade profissional como administrativo, na empresa A. Flores, até à data da reforma. Foi secretário da junta de freguesia de Tornada de 1980 a 1982. De 1983 até 1985 foi membro da assembleia de freguesia de Tornada.

Hermínio Maçãs: Nasceu a 6 de março de 1938. Exerceu a profissão de professor provisório nos anos de 1958 a 1962, na escola Rafael Bordalo Pinheiro de Caldas da Rainha. Fez dois mandatos como presidente da junta de freguesia de Santo Onofre e foi vereador da câmara municipal das Caldas da Rainha.

?Mérito Desportivo

Leonel Cardoso: Chefe da delegação portuguesa aos Jogos Mundiais de Basquetebol da Federação Internacional do Desporto Escolar, em Graz, Áustria. Em 1995/96 foi o responsável pelo projeto de programa do desporto escolar. Em 1996/97 foi coordenador nacional do programa do desporto escolar para o 2º, 3º ciclo e secundário.

António Marques: Nasceu no dia 21 de julho de 1929. Na década de 40 começou a defender as cores do Caldas Sport Clube, onde jogou futebol e ténis de mesa. Integrava os corpos gerentes quando o clube subiu à primeira divisão. Formou a primeira equipa de badminton que existiu nas Caldas. Foi fundador da Casa do Benfica em Caldas da Rainha. É membro da mesa da Santa Casa da Misericórdia há mais de vinte anos. Foi eleito representante do PSD para a Assembleia Municipal em vários mandatos. Desenvolveu a atividade de comerciante com um estabelecimento situado na Praça 5 de Outubro durante meio século.

Rodrigo Batista: Nasceu em Caldas da Rainha. Recebeu o prémio treinador revelação no XXXV Congresso da Associação Portuguesa de Técnicos de Natação (Vila Nova de Paiva). É diretor desportivo do Troféu Cidade Caldas da Rainha desde 2003.

Mérito Humanitário

Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER): É um dos meios de socorro do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). Iniciou a sua atividade em Caldas da Rainha às 16 horas de 15 de maio de 2002. Para além de serviços de emergência médica adequados e em tempo útil, desenvolve ações de formação de Suporte Básico de Vida e prevenção em saúde. Tem atuado numa área geográfica muito alargada abrangendo os concelhos de Caldas da Rainha, Alcobaça, Bombarral, Nazaré, Óbidos e Peniche, e outros concelhos dos distritos de Leiria, Lisboa e Santarém.

Luís Barros: Nasceu a 6 de março de 1958. Desde abril de 1996 é o responsável pela Unidade de Oncologia Médica, integrada no Serviço de Medicina Interna do Centro Hospitalar das Caldas da Rainha. Foi responsável pelo Registo Oncológico Regional – Sul desde 1996 até 2008. Participou em diversas Jornadas e Encontros, tendo sido preletor com a apresentação de vários trabalhos.

Maria João Domingos: Integrou a equipa de colaboradores do Centro de Educação Especial R. D. Leonor em janeiro de 1992, como psicóloga, vindo a acumular responsabilidades de coordenação pedagógica e posteriormente de direção técnica. Tem vinte anos de serviço em intervenção social dedicados à promoção da qualidade de vida das pessoas com deficiência e incapacidades. É presidente da direção do Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor.

Mérito Educativo

António Saloio: Nasceu em Caldas da Rainha a 14 de maio de 1953. Em 1994 foi convidado a constituir a Comissão Instaladora da Escola Básica 123 de Santa Catarina, uma das primeiras escolas do género. Foi presidente do Conselho Diretivo. Em 2009, é eleito diretor do Agrupamento de Escolas de Santa Catarina, cargo que exerceu até à aposentação em 31 de agosto de 2012. Obteve por dois quadriénios sucessivos, a melhor classificação nacional na avaliação externa das escolas.

Mérito Cultural

Fernanda Paulo: Atriz e cantora. Tem integrado o elenco de várias peças teatrais e musicais, das quais se destacam “Sonho de uma noite de verão” e “Contos de Shakespeare”, com encenação de Claudio Hochman no Teatro Nacional Dona Maria II. Tem feito alguns trabalhos em televisão e em cinema, dos quais se destacam a participação no filme “A Falha” de João Mário Grilo e nas curtas metragens “Check-Out” (2010) e “Assassino de Lisboa” (2012) de Frederico Weinholtz. O Fado tem sido uma das vertentes fortes da sua carreira musical.

Carlos Proença: Nasceu nas Caldas em 1931. Foi locutor e jornalista na Emissora Oficial de Angola, em Luanda, até 1965. Nesse ano regressou a Lisboa para exercer a sua atividade profissional na Emissora Nacional de Radiodifusão, como locutor e jornalista. Em 1977, e já na atual Radiodifusão Portuguesa, passou a desempenhar as funções de realizador. Em 1983 aposentou-se.

Oliveiros Tomás (DJ Ride): Nasceu nas Caldas da Rainha a 25 de janeiro de 1985. Ganhou o primeiro campeonato nacional em 2007, ano em que editou o seu primeiro álbum ”Turntable Food”, com Sam the Kid, Coldfinger, Rodrigo Amado e outros músicos convidados. Com o seu ultimo álbum “life in loops” passou a palcos principais até ao convite a representar Portugal no Rock in Rio Brasil. Já tocou na Sérvia, Polónia, Espanha, França, Holanda e Inglaterra. Ganhou o campeonato do mundo em Krakow, Polónia, em 2010.

Natália Guedes: Foi fundadora e diretora do Museu Nacional do Traje (1975-1979). Diretora Geral do Património Cultural (1979-1980). Presidente do Instituto Português do Património Cultural (1980-1984). Diretora do Museu Nacional dos Coches (1985/1990). Subsecretária de Estado da Cultura (1990-1991). Coordenadora do projeto “Inventário do Património Cultural” do Ministério da Cultura (1997-2000). Comissária de exposições nacionais e internacionais.

Manuela Vieira Pereira: Nasceu nas Caldas da Rainha no dia 31 de março de 1950. Formou-se em Arquitetura em 1976. No âmbito das suas funções como técnica superior de serviços ministeriais acompanhou a reconstrução do edifício do antigo Hospital de Santo Isidoro, possibilitando a edificação da Escola Superior de Arte e Design. Aposentada em 2012, iniciou trabalho como voluntária na Casa-Museu de Anastácio Gonçalves em Lisboa, local onde José Malhoa teve o seu ateliê.

Mérito Comercial

Vítor Manuel Santos: Nasceu nas Caldas da Rainha, em 28 de setembro de 1925. Integrou várias direções do Montepio Rainha D. Leonor e foi distinguido com a sua nomeação para sócio honorário. Foi o primeiro presidente da Direção da Coopercaldas – Cooperativa de Retalhistas de Mercearias de Caldas da Rainha, tendo sido, mais tarde, várias vezes membro da Direção. Foi Vice-Presidente Associação Comercial Caldense, em 1975. Foi membro da direção da Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha. Em outubro de 2012 foi distinguido pelo Rotary Clube caldense com o Prémio de Profissional do Ano.

Medalha de Honra

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche: Resulta de dois processos de fusão na década de 90, mas a sua origem remonta há cem anos, foram elaborados o titulo de constituição e os estatutos da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Alvorninha. Atualmente tem a sua sede na freguesia de Nossa Senhora do Pópulo. Possui em funcionamento além da sede, doze agências em A-dos-Francos, Alvorninha, Atouguia da Baleia, Ferrel, Foz do Arelho, Gaeiras, Óbidos, Peniche, Santa Catarina, Santo Onofre, Serra D’el Rei e Usseira. Tem 69 colaboradores.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Esculturas feitas de plástico alertam para a poluição das praias e oceanos

A Nazaré é um dos locais que recebem as esculturas da artista Soraia Domingos, feitas com plástico e resíduos não passíveis de serem reciclados, recolhidos na costa portuguesa pela Marinha Portuguesa, ao abrigo do projeto TransforMAR, do Lidl. Todo o restante material plástico, passível de ser reciclado, será convertido em t-shirts.

plastico