Q

Previsão do tempo

22° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
23° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C
Projeto pioneiro de “Turismo Emocional”

Doentes oncológicos da Bélgica passam férias na região

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um grupo de seis doentes da Bélgica em recuperação do seu problema oncológico esteve na passada semana de férias oito dias nesta região, no âmbito do projeto pioneiro “Turismo Emocional”, do Projeto Olha-Te. Trata-se de uma iniciativa inédita em Portugal que vai possibilitar dar férias a doentes oncológicos que visem a sua recuperação física e psíquica. Este projeto tem a parceria da Segurança Social da Bélgica, que tem um folheto com a divulgação destas férias de recuperação.
Doentes oncológicos da Bélgica participaram num workshop de cozinha

Foram as primeiras “Férias de Recuperação” organizadas pelo Olha-Te em parceria com Liesbeth Vermoesen, que tem uma vasta experiência na área de turismo (recebe turistas para programas).

O grupo de belgas, acompanhado pela médica especialista em geriatria, chegou na segunda-feira e durante uma semana visitou vários locais da região e participou em diversas atividades planeadas pelo Olha-Te. Os visitantes, que ficaram alojados no Hotel Atlântica, em São Martinho do Porto, tiveram uma semana cheia de experiências novas.

Célia Antunes, responsável pelo Projeto Olha-Te, fez um balanço positivo desta iniciativa, revelando que através da arte e do bem-estar fizeram várias atividades com o grupo, implementando a cultura e o desporto. “Tentámos desenvolver vários programas mantendo o grupo ativo, de forma a devolver-lhes o entusiasmo e a libertação necessária para se sentirem melhor”, disse Célia Antunes. Além das visitas guiadas a Lisboa, Nazaré, Alcobaça, Óbidos, São Martinho do Porto e a Caldas da Rainha, desenvolveram com os visitantes várias atividades como por exemplo um programa de valorização pessoal com maquilhagem e sessão fotográfica, pilates, tai chi, pintura, contemplação de música e de arte, ginásio da mente, escrita criativa, tertúlia de poesia de Fernando Pessoa em flamengo, entre outras.

Os doentes oncológicos aprenderam o significado da tradição do Dia da Espiga e na passada quinta-feira de ascensão fizeram um passeio matinal a Salir do Porto, em que colheram espigas, flores campestres e raminhos de oliveira e formaram um ramo de espiga.

Liesbeth Vermoesen, que já foi paciente oncológica, revelou que estes doentes precisam de férias adaptadas e que dificilmente se podiam misturar com outras excursões. “Eu tive um bocado receio por ser a primeira vez mas está a correr tudo muito bem e o grupo está a adorar”, disse a organizadora.

Depois da recolha das espigas o grupo de belgas participou num workshop de cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste. Dois alunos em colaboração com o Chefe (formador) ensinaram os turistas da Bélgica a fazer arroz de tamboril e gambas, que culminou com um almoço no restaurante da Escola. Presentes no almoço estiveram presentes vários membros no Rotary Clube das Caldas da Rainha, que comemora este ano os seus sessenta anos de existência.

“Hoje é um dia que volta a ser especial na Escola de Hotelaria porque recebemos o primeiro grupo deste novo conceito que está a surgir na nossa região que é o turismo emocional e que insere-se na perspetiva de saúde e bem-estar do Olha-Te, com o qual temos uma parceria ativa de desenvolvimento de atividades”, disse Daniel Pinto, diretor da Escola. Este responsável considera esta iniciativa positiva, na medida em que “vai ao encontro daquilo que é a estratégia nacional do país neste produto que é a saúde e bem-estar”.

Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS, Ria Asselman, a médica que acompanhou o grupo, disse estar a adorar a experiência. “É a primeira vez que eu e a maioria das pessoas do grupo vêm a Portugal e estamos a gostar muito da experiência, nomeadamente o programa que já estava definido para o grupo”, apontou a médica, acrescentando que Célia Antunes e Liesbeth Vermoesen, que já foram doentes oncológicas, têm mais sensibilidade do que outras pessoas e acertaram no programa e também têm dado um “apoio excecional”. Segundo Ria Asselman, esta foi a primeira vez que a Segurança Social da Bélgica apoiou um programa deste género, revelando que vai comunicar aquela entidade o êxito das primeiras férias de recuperação e espera voltar a esta região com mais grupos.

Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS Machteld Verstraeten, professora de línguas, que já tinha vindo a Portugal, declarou que não conhecia São Martinho do Porto e que ficou encantada com a beleza da praia. Está a adorar as atividades que “são boas para a nossa saúde e têm um pouco de cultura, natureza e bem-estar”. “Gostei muito de apanhar as espigas”, contou.

É a primeira vez que Lea Rouseré vem a Portugal e está a adorar as férias. “Em casa sinto-me muito cansada e aqui tenho estado ativa e alegre”, disse.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural no Bairro da Ponte está a ser pintado por crianças

O muro da ponte sobre o caminho de ferro que une as duas freguesias da cidade das Caldas da Rainha, no Bairro da Ponte, está agora a ser utilizado como espaço criativo para as crianças pintarem, englobadas em atividades de ATL.

mural 1

Detido com faca após zaragata no Parque

Um indivíduo de 26 anos foi detido pela PSP das Caldas da Rainha no Parque D. Carlos I quando tinha abandonado uma faca de mato, com uma lâmina com comprimento superior ao legalmente permitido, após ter estado envolvido numa zaragata com outro homem.

parque1 1

“Barcos com História” em exposição em Alfeizerão

“Barcos com História” é como se designa a exposição de modelismo estático de Aníbal Figueiredo que está patente até 31 de julho no espaço Baú das Memórias, em Alfeizerão.Trata-se de uma mostra de 17 miniaturas em madeira que representam barcos que de uma forma ou outra marcaram a história.

Barcos 1