Q

Previsão do tempo

23° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 23° C
23° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 23° C
24° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C

Assembleia Municipal aprova pedir demissão do presidente do CHO

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A “urgente demissão e substituição” do presidente do conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) são pedidas numa moção aprovada pela Assembleia Municipal das Caldas da Rainha, que reclama um novo dirigente “com reconhecida competência para gerir adequadamente os dossiers” do termalismo e da reorganização dos cuidados hospitalares no Oeste.
Catarina Paramos pediu a demissão de Carlos Sá

Apresentada pelo PS e aprovada com nove votos a favor, quinze abstenções e quatro votos contra, a moção será enviada ao Ministério da Saúde.

O documento justifica que não se pode prolongar “toda uma situação contrária ao interesse público e local”. A gota de água foram as declarações do delegado de saúde das Caldas da Rainha que disse que “nos últimos dois anos a situação do hospital termal e das contaminações microbiológicas têm vindo a agravar-se por não terem disso feitas as intervenções que se exigiriam”.

São também tidas em conta as posições assumidas pela Oeste-Cim, pelo Distrito Oeste da Ordem dos Médicos e pela Comissão de Utentes “Juntos pelo nosso hospital”, que apontam ao presidente do CHO “falta de transparência, durante as reuniões de trabalho, má gestão do processo de reorganização hospitalar do Oeste, não aceitando contributos”, reclamando ter responsabilidades na “despromoção clara do hospital distrital e degradação da qualidade dos serviços prestados às populações”.

O presidente da Câmara, Fernando Costa, voltou a defender Carlos Sá, enquanto Luís Ribeiro, presidente da assembleia municipal, revelou que o secretário de Estado da Saúde concordou que fosse criada uma equipa para fazer diagnóstico das obras necessárias, que serão pagas pelo município, após o que seria reaberto o hospital termal.

Para Lino Romão, do BE, “será importante garantir que com a demissão se inverte a política de saúde”.

António Ferreira, do PS, defendeu que, para além de Carlos Sá, devia ser pedida a demissão do diretor técnico do Hospital Termal, Henrique Graça.

O PS insurgiu-se com a programação das festas do 15 de maio, tendo em conta que na anterior reunião da assembleia tinha sido equacionado não serem feitas celebrações no hospital termal, nomeadamente a sessão solene.

Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Colecionador quer expor arte erótica nas Caldas

Uma exposição de arte erótica do colecionador Paulo Moura, um dos fundadores da Confraria do Príapo, associação criada nas Caldas da Rainha, que esteve patente, de 6 a 21 de julho, em Caria, pode vir a estar exposta nas Caldas, caso a autarquia assim o queira.

exposicaoerotica2

Caldenses fizeram viagem de ida e volta ao Reino Unido de mota

Um casal de caldenses, ambos com 48 anos, percorreu, em junho, 4.500 quilómetros de mota para conhecer o Reino Unido, com paragens na República da Irlanda, antes de seguir para a Irlanda do Norte, Escócia e Inglaterra.

viagemdublin1