Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 19° C
14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 19° C
14° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 21° C
EDITORIAL

Para quando a clarificação da lei?

Jaime Costa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As eleições autárquicas apróximam-se e os representantes do povo continuam indiferentes perante a necessidade, extrema, de clarificar a lei eleitoral.

Para já, sabe-se que o Tribunal Cível de Lisboa proibiu a candidatura de Fernando Seabra à câmara da capital, considerando que, após três mandatos sucessivos em Sintra não pode candidatar-se a qualquer outro município mas, como o processo passará, ainda, pela Relação e, em última instância, pelo recurso ao Tribunal Constitucional, o mesmo pode arrastar-se até outubro, o mês das eleições autárquicas.

Ora, como é do conhecimento público, a Associação Transparência e Integridade afirma que após três mandatos sucessivos os presidentes não podem concorrer a nenhum concelho e anunciou que caso essa “regra” seja quebrada apresentará queixa nos Tribunais, atitude anunciada também pelo movimento Revolução Branca cujo vice presidente afirmou querer “impedir a concretização de candidaturas ilegais, uma vez que na nossa ótica, violam a lei”. E enquanto se vai discutindo o “de” e o “da” ao mesmo tempo que se aguardam as decisões dos Tribunais, muitos candidatos em pré-campanha eleitoral, estabelecem contactos e efectuam visitas às comunidades e instituições locais, sem saberem se poderão ou não concorrer às autarquias a que se propõem.

Estamos perante mais um caso, no minimo curioso, da nosso democracia em que a ausência da clarificação da lei tranformará as eleições numa enorme confusão e, quem sabe, numa trapalhada sem fim.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Radar da PSP em Peniche

A PSP anunciou que estará numa operação de fiscalização rodoviária com radar no dia 26 de maio, entre as 14h00 e as 17h00, na Avenida Monsenhor Bastos, em Peniche.

Xadrezista da Associação Peão Cavalgante/Arneirense vice-campeão nacional

Numa organização da Federação Portuguesa de Xadrez, realizaram-se no Luso, no passado dia 18, os Campeonatos Nacionais de Jovens de ritmo semirrápido, onde participaram seis jovens da Associação Peão Cavalgante/Arneirense, das Caldas da Rainha: Sub10: Luís Real; Sub12:  Caio Mota e Pedro Balbino; Sub16: Witlet Maceno; Sub18: Alexander Ferreira e Igor Kashporov.

luis