Q

Previsão do tempo

22° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
23° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C

Vereador socialista discorda de investimento no Parque Tecnológico de Óbidos

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O vereador José Machado, do PS, votou contra a proposta de protocolo entre a Câmara de Óbidos e a OBITEC - Associação Óbidos Ciência e Tecnologia, tendo em vista a atribuição de apoio à construção dos edifícios centrais e arranjos exteriores do Parque Tecnológico de Óbidos.

O socialista declarou que a sua posição foi tomada porque não lhe foi dada resposta adequada às dúvidas que colocou acerca da rentabilidade do investimento proposto, tendo em consideração a situação do Município e do País, “comparando com outras possíveis soluções que seriam investimentos de menor valor na requalificação de edifícios existentes para serem adaptados para atividades empresariais”.

“Quais são os benefícios, não financeiros, que o município prevê vir a ter com a construção dos edifícios centrais do Parque Tecnológico?”, interrogou o autarca, que pretendia que a verba que está disponível, de cerca de 4 milhões de euros, fosse “utilizada em obras mais necessárias e com maior rentabilidade designadamente social”.

Evidenciou também preocupação sobre a sustentabilidade da obra proposta, “tendo em conta experiências anteriores de investimentos de milhões de euros no Parque Tecnológico de Óbidos, sendo que falta pagar mais de milhão de euros”.

“O encargo financeiro que o protocolo implica poderia ser melhor colocado ao serviço da população do nosso concelho, que tem que lutar para sobreviver face à austeridade que vai ser agravada pelo Governo, resultante do Orçamento de Estado para 2013”, sustentou.

Por outro lado, considerou, “esta proposta de protocolo parece ter a marca do tempo da abundância e não está adequada ao grave período crise que se vive”, apontando que “não está evidenciado que foram tomados os devidos ensinamentos das obras das novas escolas do concelho de Óbidos, quantos aos sistemas de climatização e de ventilação, para evitar um grande desperdício de energia. E, como consequência a emissão, anualmente, de toneladas de CO2 para atmosfera, para além do sobrecusto na fatura de energia elétrica”.

“Em vez da solução de ventilação mecânica, que é mais cara, quer na fase da obra (investimento) quer futuramente no funcionamento e manutenção dos edifícios devia utilizar-se uma solução de ventilação natural ou híbrida. Quem vai pagar o acréscimo muito elevado de consumo de energia e de custos de manutenção?”, concluiu.

O vice-presidente, Humberto Marques, referiu que a intervenção do vereador José Machado “está descontextualizada em relação ao que está em apreciação, porque não se pode prescindir da construção dos edifícios centrais do Parque Tecnológico de Óbidos e aproveitar os outros edifícios, porque isso é não perceber o essencial. Significa não perceber a estratégia delineada desde sempre pela Câmara em ter uma estrutura central que revitalize todo este processo”.

Disse também que “o Município não pode deixar de aproveitar este financiamento, numa altura em que estes são muito difíceis de obter, e até porque se não fosse para a construção dos edifícios centrais não seria para mais nada”.

Sobre a criação de postos de trabalho, o autarca disse que “serão criados a seu tempo, com a consolidação do Parque Tecnológico”.

O vereador Pedro Félix, do PSD, afirmou que “em termos de resultados eleitorais seria mais favorável fazer este investimento em obras que fossem mais de encontro ao desejo das populações e, por isso, dariam mais votos. Contudo, a opção da Câmara foi de dar prioridade à construção dos edifícios centrais, a fim de criar mecanismos que gerem riqueza”.

Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural no Bairro da Ponte está a ser pintado por crianças

O muro da ponte sobre o caminho de ferro que une as duas freguesias da cidade das Caldas da Rainha, no Bairro da Ponte, está agora a ser utilizado como espaço criativo para as crianças pintarem, englobadas em atividades de ATL.

mural 1

Detido com faca após zaragata no Parque

Um indivíduo de 26 anos foi detido pela PSP das Caldas da Rainha no Parque D. Carlos I quando tinha abandonado uma faca de mato, com uma lâmina com comprimento superior ao legalmente permitido, após ter estado envolvido numa zaragata com outro homem.

parque1 1

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1