Q

Previsão do tempo

22° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 23° C
22° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 23° C
23° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C

13 propostas para o Orçamento participativo nas Caldas

Carlos Barroso

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Cerca de meia centena de caldenses propôs ao executivo da autarquia treze propostas para serem incluídas no próximo orçamento autárquico, no âmbito da proposta apresentada pelo PS e acolhida pela maioria PSD na câmara.
O vereador Tinta Ferreira e o arquiteto António Salvador/foto Carlos Barroso

Os proponentes terão agora de aguardar que os técnicos da autarquia avaliem as ideias que serão depois votadas numa nova assembleia popular, no dia 7 de novembro, pelas 21 horas. Tinta Ferreira, vice presidente da autarquia, foi quem moderou e recebeu as propostas e mostrou-se bastante agradado com o nível de participação da população. “Dado o curto espaço de tempo que tivemos para realizar esta organização, fiquei muito satisfeito com a forma como decorreu. Foram presentes muitas propostas, apesar do pouco tempo que houve e da pouca divulgação. Houve pessoas atentas, que fizeram propostas, algumas adequadas, exequíveis e que vão contribuir para o trabalho do município”, disse. “Este é o objetivo do orçamento participativo. Que as pessoas possam fazer sugestões que o município possa ter em conta na sua ação de desenvolvimento da atividade municipal”, acrescentou. “A forma como as pessoas fizeram as suas propostas, num espírito positivo e construtivo. É esse o caminho que gostaríamos de ver seguido para chegarmos a um resultado positivo”, sublinhou. Agora, os proponentes vão aguardar a análise por parte dos técnicos da câmara para saber se são exequíveis e quais os seus custos. “A parte de arquitetura, engenharia e financeira da câmara vão analisar e avaliar as propostas num curto espaço de tempo, de forma a que no dia 7 de novembro as propostas que tecnicamente são exequíveis, possam ser postas à votação”, indicou Tinta Ferreira. No próximo ano as propostas podem ser entregues mais cedo, para depois haver uma votação online de modo a que todos os proponentes possam explicar e fazer campanha das suas ideias. “Como temos de enviar o orçamento até dia 15 de novembro e depois ser enviado à assembleia municipal, estabelecemos como dead line o dia 7 de novembro. Se tivéssemos mais tempo, daríamos mais tempo para haver um período de votação online e outro tipo de participação. Isso vai acontecer no próximo ano, se esta experiência for bem sucedida. Desta vez optámos por uma votação em assembleia. Assim aproveito para convidar todos os cidadãos interessados em participar nesta votação que compareçam no dia 7 de novembro, pelas 21 horas, no auditório da câmara, para ouvirem a apresentação dos proponentes e procederam à votação”, disse. As propostas a serem incluídas passam por um projeto relacionado com hortas sociais e urbanas, oficinas sociais, ações de formação e educação parental e formação ética, um roteiro turístico, faixa longitudinal nas obras em curso da regeneração urbana, a substituição de lameiro na rua Capitão Filipe de Sousa por um passeio, a colocação de uma cortina verde no muro que circunda o gaveto em frente ao CCC, o desenvolvimento da marca Praça da Fruta, um festival de música, artes e multimédia a ser divulgado em todo o mundo, a promoção de iniciativas de melhoria do ambiente urbano, pavimentação de parte da rua do Negrelho, por em funcionamento uma autovassoura e por último a fixação de capital intelectual nas Caldas. A totalidade ou algumas destas treze propostas vão fazer parte do Orçamento Participativo, uma colaboração dos munícipes para decidir onde será aplicada a verba de 150 mil euros.

Carlos Barroso

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Falta de médicos encerra vários dias a Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos

Vão continuar esta semana os constrangimentos na Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no Hospital das Caldas da Rainha, que não estarão a funcionar entre as 09h00 desta quarta-feira, 24 de julho e as 09h00 de 27 de julho, informação divulgada pela Unidade Local de Saúde do Oeste (ULSO) que na terça-feira ainda não constava do mapa interativo publicado pelo Serviço Nacional de Saúde (https://www.sns.gov.pt/servicos-de-urgencia-sns), onde apenas eram referidos dois dias encerrados.

medicos