Q

Previsão do tempo

27° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 24° C
28° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C

Boa disposição e muita alegria na estreia do filme “O Tempo e as Bruxas”

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A sala de cinema do Vivacine do Centro Comercial Vivaci das Caldas da Rainha encheu-se na noite do passado domingo para a estreia oficial do filme “O Tempo e as Bruxas”, com realização do maestro António Victorino D’Almeida.
A estreia contou com a presença do elenco e equipa técnica

O maestro recebeu diversos elogios e cumprimentos do público no fim da sessão. Revelou que excedeu a expectativa tendo em conta que “O Tempo e as Bruxas”, foi filmado em 14 dias, com meios reduzidos e atores não profissionais que nem sequer fizeram castings. Segundo o realizador, a obra cinematográfica tem como subtítulo “Farsa Absurda” e foi filmado em casas e décores naturais na zona de Vila Nova de Cerveira. “As personagens do filme, procuram escapar aos estigmas da rotina em que decorre a sua vida, criando um mundo absurdo de suspeições e acusações nunca verdadeiramente provadas”, disse, António Victorino D’Almeida, acrescentando que “joga muito com a força do diálogo e das imagens”. O maestro adiantou ainda que o guião do filme já tinha uns anos e no passado verão decidiu avançar com o projeto. “Quis mostrar que em tempo de crise é possível produzir de uma forma extremamente económica”, sublinhou, revelando que é a prova que “a cultura não custa milhões. “Pode custar milhões se justificar, mas raras vezes acontece, e utiliza-se o conceito de muito dinheiro como um álibi para não dar nada”, apontou o Maestro, adiantando que “este filme é uma reação de um grupo de mais de vinte pessoas que se uniram trabalhando em cooperativa”. Miguel Costa, também fez um balanço positivo da estreia. “O público gostou e riu-se muito”, disse, acrescentando que “trabalhar com o maestro foi fantástico”. “A ilustre pianista, Olga Prats foi uma das interpretes da longa-metragem e destacou o talento e profissionalismo de António Victorino D’Almeida, lamentando que o país “não lhe reconheça o devido valor”. Referiu ainda que deste projeto “nasceu uma grande amizade entre todos os elementos do elenco”. Fernanda referindo que em “Entretanto, “O Tempo e as Bruxas” para além de se apresentar em festivais nacionais e internacionais entrará no circuito comercial com a distribuição pelas salas de cinema do país. Está prevista, também a comercialização da longa-metragem em DVD. “O tempo e as bruxas” tem na direção de fotografia e no trabalho de câmaras Miguel Costa. A direção de som é de Joana Niza Braga. Como assistente de imagem esteve Nelson Nascimento e como assistente de som Leonor Teles. O filme tem montagem de Miguel Costa, e o trabalho de anotadora é da responsabilidade de Marisa Félix. A música pertence também ao realizador, Victorino d’Almeida.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Enchente nas Tasquinhas ajudou financeiramente associações e expositores 

A Expotur – Tasquinhas das Caldas da Rainha, de 5 a 14 de agosto, no salão da Expoeste, foi muito visitada, tendo proporcionado receitas às associações e expositores, que se mostraram, na generalidade, satisfeitos com a adesão ao evento, após dois anos de pausa devido à pandemia.

tasquinhas vale serrao

Feira de 15 de Agosto desiludiu vendedores e visitantes

A tradicional feira do 15 de Agosto nas Caldas da Rainha foi considerada este ano “muito fraquinha, desde feirantes a carrosséis”, sendo este comentário de um dos visitantes idêntico a muitos outros ouvidos, inclusive dos vendedores.

agosto1

Modelo e agricultora em concurso da SIC

A modelo Marie Brethenoux, de 34 anos, que desde 2021 está a viver na Serra do Bouro, nas Caldas da Rainha, onde se ocupa da reformulação da quinta da família, dedicando-se também ali aos trabalhos rurais, vai participar na nova temporada de ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor’, programa da SIC.

marie
WordPress Ads