Q

Previsão do tempo

27° C
  • Tuesday 24° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 24° C
27° C
  • Tuesday 25° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 25° C
27° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 27° C

A suspensão das reformas antecipadas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Conselho de Ministros aprovou e o Presidente da República deu luz verde à suspensão imediata de pedidos de reformas antecipadas, tudo feito no maior segredo dos deuses, o que apanhou de surpresa milhares de portugueses.

Hoje, a população treme sempre que o governo anuncia novas medidas, tal é a celeridade do executivo na aplicação de duras penalizações aos cidadãos. Apesar de todas essas penalizações, a recessão avança a passos largos e Portugal corre o risco de pedir nova ajuda externa através de um segundo resgate financeiro. Um estudo, recente, da Comissão Europeia concliu que as medidas de austeridade aplicadas pelo governo português são distribuidas de forma desigual entre ricos e pobres e aumentaram o risco de pobreza, sobretudo entre os mais idosos e os jovens adiantando, também, que Portugal “é o único país com uma distribuição claramente regressiva” o mesmo é dizer que a austeridade é mais penalizante nas classes desfavorecidas e adianta que “a percentagem dos cortes é maior nos dois escalões mais pobres do que nos restantes”. Ainda segundo a Comissão Europeia o desemprego vai continuar a acentuar-se, facto já comprovado no aumento de 20% dos portugueses sem trabalho no mês de março, comparativamente a igual período de 2011. Perante este cenário, a instabilidade tomou conta da vida das pessoas e o desânimo cresce à medida que as restrições aumentam. Oxalá as sucessivas medidas de austeridade resultem para que os doentes não morram da cura.

Jaime Costa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Arte musical do Ocidente – O classicismo

O século XVIII foi extremamente inovador em termos musicais. Em meados dessa centúria, Franz Joseph Haydn (1732-1809) ao utilizar figuras mais moderadas de expressão; Carl Philipp Emanuel Bach (1714-1788) ao purificar a harmonia no estilo de composição; Christoph Willibald von Gluck (1714-1787) ao imputar a primazia da música instrumental sobre os improvisos vocais da ópera napolitana; Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) ao redefinir a sinfonia e modificar a música de câmara; Ludwig van Beethoven (1770-1827) ao ampliar a linguagem e o conteúdo musical (impulsionando o início da autonomia da forma, dando mais expressão às emoções e mais realce à consonância harmónica), entre outros, ditaram a transmutação do barroco para o classicismo.