Q

Previsão do tempo

18° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
18° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 19° C
19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C

Basquetebol

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Campeonato Nacional da Proliga – Seniores Masculinos – 19ª jornada Defrontar a Física de Torres Vedras não era tarefa fácil, mas a vitória poderia sorrir aos gaeirenses caso conseguissem impor o seu jogo coletivo dentro de campo. Com o início de jogo a demonstrar uma Física algo nervosa pela necessidade de vencer de modo a […]
Basquetebol

Campeonato Nacional da Proliga – Seniores Masculinos – 19ª jornada

Basquetebol

Defrontar a Física de Torres Vedras não era tarefa fácil, mas a vitória poderia sorrir aos gaeirenses caso conseguissem impor o seu jogo coletivo dentro de campo. Com o início de jogo a demonstrar uma Física algo nervosa pela necessidade de vencer de modo a garantir o acesso aos playoff, coube aos gaeirenses manter o ritmo de jogo que pretendiam, e os primeiros 10 minutos de jogo foram de tal forma equilibrados que se chegou ao final do 1º período com o marcador em 15-14. Com alternâncias defensivas entre hxh e zona 2x1x2 a equipa do Gaeirense Basket OralMED ia conseguindo travar as armas ofensivas do adversário, e só no ataque não conseguia jogar perto do cesto como pretendia. No 2º período reação dos da casa com a tentativa de pressão campo inteiro e maior velocidade nas movimentações ofensivas, o que permitiu atingir uma diferença no resultado que chegou a ser de 12 pontos. Conseguiu reagir bem a equipa do concelho de Óbidos com uma defesa mais agressiva e a finalmente conseguir jogar perto do cesto terminando a primeira parte em franca recuperação no marcador deixando o marcador em 37-31. Tendo em conta a reação gaeirense no final da primeira parte que permitiu a recuperação no marcador esperava-se um 3º período equilibrado que poderia proporcionar um final de jogo emocionante, mas foi o início do pesadelo obidense. Com o apito para a segunda parte surge o primeiro ataque do Gaeirense Basket OralMED, e surge também o primeiro passe para a bancada. No segundo ataque dos visitantes, segunda bola para a bancada, do outro lado a Física de Torres Vedras impunha mais velocidade e uma defesa mais agressiva, apostados em ganhar vantagem no marcador de modo a controlar o jogo no último período, e em praticamente todos os ataques dos visitantes algo corria mal, mau passe, mau lançamento, boa defesa adversária, apenas 4 pontos marcados no 3º período contra 27 do adversário. Foram 23 pontos de diferença em apenas 10 minutos de jogo. O pior é que o derradeiro período foi praticamente uma cópia com o parcial a ser de 20-4, mais 14 pontos de diferença em 10 minutos de jogo. Foi mau demais de se ver. Razões para tal ter acontecido? A equipa parecia cansada, mas acima de tudo desistiu cedo demais da luta pelo jogo, deixou de haver coletivismo. Também há que dar o mérito à equipa da casa que deixou tudo em campo e fez uma segunda parte de jogo quase perfeita, com uma percentagem de lançamentos concretizados bastante alta em que todos os atletas acertavam no cesto.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Barómetro – Festival de Intervenção Cultural e Artística

O Teatro da Pessoa, numa parceria com a Junta de Freguesia das Gaeiras e o Município de Óbidos, organiza a II edição do Barómetro - Festival de Intervenção Cultural e Artística, que acontecerá no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, de 12 a 19 de maio.

Rute Silva apresenta livro

O auditório municipal Casa da Música, em Óbidos, é palco no dia 18 de maio, pelas 17h30, da apresentação do livro “Diário de Hodgkin”, de Rute Silva.

rute