Q

Previsão do tempo

29° C
  • Wednesday 27° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 22° C
29° C
  • Wednesday 28° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 23° C
38° C
  • Wednesday 32° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 24° C

“Graffiters” vão ter paredes para pintar…em Rio Maior

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Os “graffitis” nas paredes de imóveis na cidade das Caldas são já uma pobre imagem de marca referida pelos visitantes, que levam na memória as paredes mal pintadas e conspurcadas com borrões que em nada se comparam com a verdadeira arte do “graffiti”. Nada escapa aos vândalos, desde casas até carros e inclusive diversas carruagens […]
“Graffiters” vão ter paredes para pintar…em Rio Maior

Os “graffitis” nas paredes de imóveis na cidade das Caldas são já uma pobre imagem de marca referida pelos visitantes, que levam na memória as paredes mal pintadas e conspurcadas com borrões que em nada se comparam com a verdadeira arte do “graffiti”. Nada escapa aos vândalos, desde casas até carros e inclusive diversas carruagens de comboios. As autoridades policiais têm-se mostrado impotentes para travar a onda e nem mesmo algumas medidas pontuais da Câmara – que chegou a disponibilizar espaços próprios para ‘graffitar” – impediu que cada vez mais paredes de prédios por toda a cidade – até mesmo no centro – aparecessem mascarradas. Recentemente, como o JORNAL DAS CALDAS noticiou, espaços comerciais e públicos da cidade foram dados a ‘graffitar’ por um especialista na arte, mas o problema são os transformam a arte em vandalismo. Sem novas medidas anunciadas pela autarquia para inverter esta situação, do concelho vizinho de Rio Maior vem o exemplo, com o projecto “Graffita-me”, que disponibiliza paredes e muros daquela cidade para a prática da arte urbana, com o objectivo de dar vida a vários esquecidos espaços e fachadas de Rio Maior, envolvendo e mobilizando jovens artistas. Trata-se de uma iniciativa da Câmara Municipal de Rio Maior, através do Serviço de Juventude. Alguns dos espaços públicos já foram assinalados simbolicamente pelo “graffiter” Cristiano Neves, um dos jovens mentores do projecto, que contactou a autarquia para que esta disponibilizasse locais públicos e privados para a realização de pinturas autorizadas. Os locais, agora assinalados com o logótipo do “Graffita-me”, são o muro traseiro das instalações da Universidade Sénior de Rio Maior, margem da Ribeira de São Gregório na Rua Poeta Ruy Belo e o PT do Estádio Municipal (em frente à Escola Profissional). Nos próximos dias serão identificados outros espaços públicos e privados com a imagem do “Graffita-me”. A autarquia começa, assim, a dar o exemplo, disponibilizando alguns dos seus espaços para a criação artística, e convida os proprietários de paredes e muros urbanos a indicar os espaços a que pretendam dar mais vida. Os artistas interessados devem dirigir-se ao Serviço de Juventude (Cineteatro de Rio Maior) para procederem à inscrição e obterem autorização para participar no “Graffita-me”. Nos Espaços “Graffita-me” não serão representados conteúdos moral ou socialmente incorrectos. Os participantes devem deixar o espaço limpo após utilização do mesmo e respeitar o meio ambiente. O incumprimento destas normas implicará uma comunicação à GNR de Rio Maior. Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Óbidos Criativa no Nacional de Masters com 14 pódios

O Clube de Natação Óbidos Criativa (OC) participou no Campeonato Nacional de Masters de Verão, realizado de 4 a 7 de julho no complexo de piscinas de São João da Madeira. Os nadadores de Óbidos alcançaram 14 pódios, com cada atleta a conquistar pelo menos um lugar no pódio.

Masters

Ministro assinala 100 dias de Governo no Cadaval

Para assinalar os primeiros 100 dias de governação, o PSD organizou, em todo o país, reuniões abertas aos militantes e simpatizantes, com a participação de um ministro. Foi neste contexto que, no passado dia 10, o ministro-adjunto da Coesão Territorial, Manuel Castro Almeida, esteve no Cadaval.

ministro