Q

Previsão do tempo

15° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C
15° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C
15° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C

Plano de Regeneração Urbana apresentado à população

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara Municipal das Caldas vai promover sessões de apresentação do Plano de Regeneração Urbana, depois dos deputados na Assembleia terem reclamado da falta de participação dos cidadãos. Vítor Fernandes, da CDU, promoveu o debate e quis saber em que medida o Plano de Pormenor, o Plano Director Municipal, o Plano de Mobilidade e o […]

A Câmara Municipal das Caldas vai promover sessões de apresentação do Plano de Regeneração Urbana, depois dos deputados na Assembleia terem reclamado da falta de participação dos cidadãos. Vítor Fernandes, da CDU, promoveu o debate e quis saber em que medida o Plano de Pormenor, o Plano Director Municipal, o Plano de Mobilidade e o Projecto de Requalificação do Hospital Termal têm influência na regeneração. Por outro lado interrogou se a verba de cinco milhões de euros chega para toda a regeneração, tendo em conta que o projecto do parque de estacionamento subterrâneo para a Praça 25 de Abril está orçado em 5 milhões. O comunista sugeriu que fosse feito um debate público para discutir o projecto da regeneração urbana. Do lado do Bloco de Esquerda, Fernando Rocha disse que “o projecto não vai regenerar grande parte do tecido urbano com visão estratégica. São obras de mera cosmética e representa uma oportunidade perdida para termos uma cidade ordenada”. Catarina Paramos, do PS, comparou o plano de regeneração urbana ao palhaço rico e o palhaço pobre, criticando desta forma apenas obras na freguesia de Nossa Senhora do Pópulo e nenhuma em Santo Onofre. O socialista Mário Pacheco declarou que “as coisas não têm viabilidade se não forem pensadas de uma forma adequada”. Dando exemplo do projecto da Praça da Fruta, onde são gastos 300 mil euros, questionou porque se vai adquirir uma balança de utilização pública. Depois perguntou como se vão fixar os chapéus de sol e porque serão todos idênticos em tamanho e de cor diferente. Continuando interpelou no sentido de saber “se é para manter o que lá está com mais de um século de existência ou se foi feito um estudo cromático”. O socialista questionou também a retirada de lugares de estacionamento em volta do tabuleiro da praça depois do projecto concluído. “Estas coisas não podem ser decididas em gabinete e depois dizer que a discussão pública é colocar isto num site na internet e convidar meia dúzia de pessoas. Isso não é a participação publica. Corremos o risco de fazer um investimento e de onde não resulta nada”, disse Mário Pacheco. Mário Pacheco comunga da opinião de que “deve de haver um parque de estacionamento na Praça da Fruta, porque para alguém comprar fruta precisa de parar o mais próximo da praça, caso contrário as grandes superfícies ganham concorrência”. Quanto ao parque na Praça 25 de Abril, Mário Pacheco foi claro ao afirmar que trocava os cinco milhões de euros do parque subterrâneo pela deslocalização da Rodoviária do actual edifício. O socialista classificou de “execrável” o projecto para a zona da Rainha, porque aperta toda a circulação para o monumento, encostando os carros à estátua. Em defesa do parque na Praça 25 de Abril, Vasco Oliveira, autarca de Nossa Senhora do Pópulo, fez questão de manifestar essa posição. Fernando Costa, presidente da Câmara propôs que hoje, 23 de Março, às 21 horas, se realize “a primeira de quatro sessões de esclarecimento para membros da Assembleia Municipal, vereadores, comerciantes e outras pessoas, para que haja debates sobre a regeneração urbana, para não ouvir as asneiras que estou aqui a ouvir”. “Os comerciantes também querem ouvir e como há estas dúvidas, fazemos sessões de esclarecimento, mas lembro que temos um prazo para cumprir este plano de regeneração urbana. Ainda estamos a tempo de discutir algumas especificidades, como é o caso do parque de estacionamento, agora mudar de lugar não se pode”, sustentou. “Às quartas-feiras as pessoas vão poder ouvir e apresentar sugestões”, concluiu Fernando Costa. Carlos Barroso

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Faleceu o empresário André Nogueira

Faleceu André Nogueira, empresário do ramo da ourivesaria e antigo presidente da associação comercial nas Caldas da Rainha, função que desempenhou durante dois mandatos.

andre

Açaí Strong consolida negócio no La Vie

Carina França e Leandro José vieram de Santa Catarina, Brasil, diretamente para as Caldas da Rainha e montaram o Açaí Strong. O negócio tem uma classificação de 99% na Glovo. Os clientes falam deste produto como “incomparável”. Mas como é que tudo começou?

acai

1.º aniversário da Biblioteca do Reguengo da Parada

Um ano depois de ter sido inaugurada, a Biblioteca do Reguengo da Parada continua a promover a leitura e o amor pelos livros e pela criatividade junto dos mais pequenos e dos mais graúdos.