Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
14° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 20° C
15° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 21° C

Futebol – Taça de Portugal – 3.ª eliminatória

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Bombarralense elimina Louletano Estádio Municipal do Bombarral Árbitro: José Laranjeira, auxiliado por Mário Gonçalves e Miguel Aguiar, do CA de Coimbra Bombarralense 2 Marco Basílio; Zezito, Miguel Piedade, Vasco Silva “cap” e Bessa (Bruno Matias, 90’+2); Nhau, Pitico, Casaleiro (David, 71’) e Morgado; Bruno Basílio e Palatino (Fábio Morais, 71’) Suplentes: Luís Paulo, Diogo, Helder, […]

Bombarralense elimina Louletano Estádio Municipal do Bombarral Árbitro: José Laranjeira, auxiliado por Mário Gonçalves e Miguel Aguiar, do CA de Coimbra Bombarralense 2 Marco Basílio; Zezito, Miguel Piedade, Vasco Silva “cap” e Bessa (Bruno Matias, 90’+2); Nhau, Pitico, Casaleiro (David, 71’) e Morgado; Bruno Basílio e Palatino (Fábio Morais, 71’) Suplentes: Luís Paulo, Diogo, Helder, Boni Treinador: Paulo Roque Louletano 1 Bruno Lúcio; Eugénio, Fausto, Cordeiro e Dante (João Reis, 87’); Fábio Teixeira “cap”, Alberto e Leo; Bruninho (Garry, 67’), Ben e Fábio Marques Suplentes: Kula, Romício, Rafa Treinador: Paulo Renato Ao intervalo: 0-0 Marcadores: Miguel Piedade (79’), Vasco Silva (89’); Ben (90’+2) Cartões amarelos: Casaleiro (58’), Miguel Piedade (69’) e Morgado (74’); Bruno Lúcio (43’) e Dante (83’) Pela primeira vez na sua história, a equipa do Bombarralense passou à IV eliminatória da Taça de Portugal. O jogo decorreu no Bombarral e frente ao seu público a formação da casa não desiludiu e venceu o Louletano, conjunto que milita na II Divisão Nacional, por duas bolas a uma. Na primeira parte, o Louletano impôs o seu jogo, apostando em rápidas jogadas, no entanto o Bombarralense teve equipa para contornar as dificuldades e ao intervalo o marcador registava zero a zero. No segundo tempo, o jogo continuou no mesmo ritmo até ao Bombarralense arriscar e tentar marcar um golo e conseguiu-o. Aos 79′, Miguel Piedade, em sequência de um canto fez um cabeceamento certeiro e inaugurou o marcador. Na resposta, o Louletano quase que chegava ao golo, através de bem, tendo valido a pronta intervenção de Marco Basilico. Aos 89′, Vasco ampliou a vantagem, após passe de Pitico. O Bombarralense fazia a festa e acreditava na possibilidade de seguir em frente. Por sua vez, o Louletano enervado não conseguia desenvolver o seu futebol. Os jogadores de Loulé ainda reduziram em tempo de compensação, mas a jogada loevou ao desentendimento entre os jogadores e os empurrões e ameaças invadiram o campo. Perante a confusão o árbitro deu por terminada a partida quando ainda faltavam jogar dois dos quatro minutos de compensação. Paulo Roque – treinador do Bombarralense “Espero que esta vitória também dê confiança para o campeonato” “Sabíamos que era um jogo de grau de dificuldade elevado, mas também sabíamos que tínhamos uma pequena percentagem de poder ganhar e foi nessa que nos apoiamos, que fomos preparando a equipa e os jogadores perceberam. Nos primeiros minutos tivemos algumas dificuldades para perceber os movimentos do adversário, concedemos espaços em demasia e eles chegaram com o futebol apoiado dentro da nossa área, mas a partir de certa altura equilibrámos, também chegámos à frente e foi bom porque deu confiança aos jogadores. Na segunda parte eles continuaram aqui ou ali com maior pendor, o que é normal, mas mais repartido e acabámos por fazer um golo de bola parada e outro na sequência e por aquilo que foi o jogo no seu todo merecemos ganhar. Há uma nódoa na forma como o jogo acabou, vamos ver as consequências, os nervos estavam à flor da pele mas o jogo não merecia acabar assim até pela postura do público. Neste momento sabemos que há mais de 50 por cento de hipótese de nos calhar uma equipa profissional e já fizemos história do clube e nossa. O Bombarralense nunca tinha eliminado uma equipa da II Divisão e nunca tinha chegado a esta fase da Taça, agora calhe quem nos calhar, se for no nosso campo vem com cuidados acrescidos. Espero que esta vitória também dê confiança para o campeonato. Quando há equipas de diferentes patamares a equipa de baixo transcende-se e depois pode haver o reverso da medalha e essa é a grande questão, saber como eles vão reagir e temos duas hipóteses, ou transportamos o bom que fizemos para o próximo jogo, ganhamos, se formos à boleia deste resultado vamos perder”

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Fados no Valado de Santa Quitéria

No passado sábado, o snack bar da Associação Recreativa Desportiva Quiterense, no Valado de Santa Quitéria, sob a gerência de Rogério Camacho, levou a efeito uma noite de fados com João Plácido, Natália Neves, Sandra Caetano, José Neves e Manuel Neves.

valado

“A Revolução do 25 de Abril” no Café Central

O livro “A Revolução do 25 de Abril”, ensaio histórico de Medeiros Ferreira, é apresentado no próximo sábado, às 15h00, no Café Central, nas Caldas da Rainha, por Luís Nuno Rodrigues (ISCTE-IUL), Manuel Martins (NOVA FCSH) e o editor João Pedro Ruivo.