Q

Previsão do tempo

15° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 22° C
15° C
  • Monday 18° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 23° C
15° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 25° C

Ministra da Saúde garante preservação da Mata com novo hospital nas Caldas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Ministra da Saúde Ana Jorge confirmou ao JORNAL das CALDAS, à margem da inauguração do Jardim de Infância da Atalaia na Lourinhã, que a opção de construir um Hospital nas Caldas e manter as unidades de Peniche e uma nova em Alcobaça servirá melhor as populações. “Construir um Hospital novo é mais caro hoje […]
Ministra da Saúde garante preservação da Mata com novo hospital nas Caldas

A Ministra da Saúde Ana Jorge confirmou ao JORNAL das CALDAS, à margem da inauguração do Jardim de Infância da Atalaia na Lourinhã, que a opção de construir um Hospital nas Caldas e manter as unidades de Peniche e uma nova em Alcobaça servirá melhor as populações. “Construir um Hospital novo é mais caro hoje do que recuperar aqueles que já temos. Por outro lado, se investíssemos numa só unidade não poderíamos manter as outras unidades em aberto. Teríamos de fechar Peniche e Alcobaça. Em termos de distância e naquilo que defendemos que são os cuidados de proximidade, a população fica bem servida, deixando de facto as áreas das cirurgias pesadas, das doenças mais graves ou mais diferenciadas para as Caldas, e atendimento para a grande maioria da população em Peniche e Alcobaça”, anunciou Ana Jorge.  “Em Peniche será manter a unidade existente com alguns melhoramentos, nomeadamente numa unidade de convalescença, serviço de urgência básico, consultas externas e serviço de ambulatório. Alcobaça terá uma pequena unidade semelhante à de Peniche, com consultas, cirurgia de ambulatório e com internamento de convalescença. A unidade hospitalar mais diferenciada é o novo Hospital, que vai nascer onde está o velho Hospital Distrital das Caldas. Vai ser construída uma nova unidade de raiz e depois recuperamos profundamente a parte mais antiga do Hospital”, anunciou a ministra. Ana Jorge confessou que o projecto das Caldas está mais avançado porque já havia um projecto da segunda fase de ampliação. Para Torres Vedras a Ministra assegurou que ainda está em estudo a construção de uma nova unidade ou a recuperação da actual. “A unidade de Torres Vedras tem uma equipa a trabalhar naquilo que será o Hospital. O Hospital de Torres tem de estar articulado e concentrar os recursos. A complementaridade entre Caldas e Torres tem de existir, mas ambos terão as áreas básicas que são as medicinas, cirurgias e a ortopedia. Depois está a ser falada a maternidade e terá de ser bem pensada, porque não justifica esta zona ter duas maternidades, até porque há muita gente que já vai nascer em outros hospitais. Isto não significa que não hajam os serviços de consulta e vigilância”, disse a Ministra. “A sul ainda não está decidido se vamos ter um novo hospital ou se vamos ter o mesmo hospital. Em Torres temos um problema em que a unidade é da Misericórdia e a Câmara tem um terreno identificado e merece uma reflexão”, disse. Quanto aos projectos de arquitectura, só Caldas está mais avançado, uma vez que Alcobaça ainda não tem qualquer programa e terá de começar tudo do inicio, para instalar o hospital na zona do Mercoalcobaça. “Caldas tem um projecto que agora está a ser readaptado de acordo com as regras de hoje”, disse referindo que estão garantidas as questões do ponto de vista ambiental e termal na eventual ocupação da Mata. “É evidente que aquilo que for feito ali terá o cuidado de salvaguardar o aquífero termal. Hoje em dia há hipótese de estudar bem e não acontecer desastre nenhum do ponto de vista ecológico para a água termal. Eu acho que há espaço para que isso aconteça”, garantiu Ana Jorge.   Carlos Barroso

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Estudantes visitam Paul de Tornada

A Associação PATO recebeu duas turmas da Escola Secundária Raul Proença, que realizaram um conjunto de atividades de voluntariado, explorando a Reserva Natural do Paul de Tornada numa visita guiada, contribuíram para o nascimento de um jardim sensorial e efetuaram ainda uma monitorização ambiental na Lagoa de Óbidos com o Projeto Coastwatch, recolhendo muito lixo marinho.

pato

Jovens portugueses e finlandeses em intercâmbio

Entre os dias 1 e 8 de abril, a Associação Juvenil de Peniche foi palco de um intercâmbio sob a temática da arte e sustentabilidade. O evento recebeu a participação de doze jovens, de Portugal e Finlândia, com idades entre os 15 e os 25 anos.

intercambio

Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares

O MARE - Politécnico de Leiria e a Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar, em Peniche, vão promover uma nova edição do Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares, que pretende dar a conhecer as espécies de microalgas cultivadas em laboratório, métodos de cultivo, potencialidades como recursos marinhos, sistemas de produção, e os cultivos auxiliares que beneficiam e cujo valor nutricional pode ser modelado através da alimentação com microalgas. As inscrições estão abertas até dia 27 de maio.