Q

Previsão do tempo

18° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
18° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 19° C
19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C

“Terrinas Sagres” em exposição no CCC

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Depois de ter estado 3 meses patente na Estação de Metro de São Bento, no Porto, a exposição de «Terrinas Sagres» produzida pela Braz Gil, com peças desenhadas por arquitectos e artistas plásticos, vai estar no foyer do CCC das Caldas da Rainha de 1 a 11 de Abril, em conjunto com a “Mesa da […]
Terrinas Sagres em exposição no CCC

Depois de ter estado 3 meses patente na Estação de Metro de São Bento, no Porto, a exposição de «Terrinas Sagres» produzida pela Braz Gil, com peças desenhadas por arquitectos e artistas plásticos, vai estar no foyer do CCC das Caldas da Rainha de 1 a 11 de Abril, em conjunto com a “Mesa da Com Sagração da Primavera”. Vão estar expostas réplicas de uma terrina de molhos da Companhia das Índias do século XVIII, com pormenores únicos e assinados por Siza Vieira, Souto Moura, João Pedro Serôdio, Eleftherios Ambatzis, Julien Monfort, Manuel Casimiro, Filipe la Féria e Ferreira da Silva (uma nova aquisição desta colecção). O objectivo deste projecto é evocar os séculos XV e XVI, quando os Portugueses partiram à descoberta de novos mundos, rumando ao encontro de incríveis e extraordinárias realidades. A Baixela das Descobertas é o ponto de partida para diferentes interpretações e descoberta de leituras pessoais numa peça réplica do formato de uma terrina de molhos da Companhia das Índias do século XVIII. A génese da ideia de intervir artisticamente numa peça com estas características é devida ao Comissário da exposição, Adélio Gomes, que aliando a sua sensibilidade à sua vasta experiência nestas áreas, reúne em seu redor um punhado de excelentes interventores, capazes de elevar ao mais alto nível os resultados finais propostos para este desafio. A terrina replicada pelas oficinas de manufactura de porcelanas portuguesas Braz Gil Studio, apresenta-se com o seu formato peculiar, despida de pegas laterais ou na tampa, em diferentes cores (vermelho, preto, azul marinho, verde, branco). É precisamente aqui que as reinterpretações destes pormenores surgem, criados por cada um dos intervenientes, passadas a prata pura – e em alguns casos com a presença de outros elementos semi preciosos – executados em oficinas prateiras e por artesãos altamente qualificados. Coube a cada um dos convidados para este projecto, fazer a sua leitura pessoal, tornando a terrina de molhos numa peça de arte única – ou quase, dado que serão reproduzidas apenas 7 peças numeradas – e que no futuro terá continuidade com a intervenção noutros elementos constituintes de uma baixela, seguindo os mesmos princípios e até que finalmente se obtenham todas as peças, intervencionadas de forma única. O período das Descobertas deu início à globalização do conhecimento, com esta acção também se pretende que os resultados finais de cada um dos convidados a intervir sejam do conhecimento, apreciação, espanto, do maior número possível de pessoas e dos mais variados públicos. Simultaneamente o Hotel Infante de Sagres vai instalar neste espaço uma mesa com o tema “Com Sagração da Primavera”. Esta instalação, comissariada por Paulo Teixeira de Carvalho e por Adélio Gomes, pretende ser um tributo a esta época carregada de emoções tão especiais e que dá início à eterna renovação da Natureza. A estrutura da mesa foi idealizada pela manufactura de design, Boca do Lobo. O seu formato irreverente fará a congregação no seu tampo de diferentes elementos alusivos à Páscoa, acolhe o delicado serviço Flora Lusa da Braz Gil Studio, talheres e marcadores em Christoffle antigo, provenientes do Hotel Infante de Sagres, copos de cristal da Socinova e acessórios da L’Object. Mas também o pé da mesa retorcido e primordial ligará o tampo ao chão, coberto por importante tapete oriental da Tabor. A focalização do espectador perder-se-á entre a miríade de pequenos pormenores votivos de Páscoa e a impressão, forte, de celebração da Primavera. A verdadeira Sagração sob o ponto de vista religioso e natural, de uma época do ano que nos remete a memórias de renovação da vida e elevado sentido espiritual. Pretendem os Comissários que esta instalação seja disponível e presente a todos os que apreciam a arte e a beleza e que seja uma verdadeira celebração, um convite ao sonho e à elevação espiritual através da observação do belo, do raro, do inusitado.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Rute Silva apresenta livro

O auditório municipal Casa da Música, em Óbidos, é palco no dia 18 de maio, pelas 17h30, da apresentação do livro “Diário de Hodgkin”, de Rute Silva.

rute

Workshop de Forró 

A Associação Óbidos Dance organiza um Workshop de Forró com a colaboração do Espaço Baião - Centro Cultural e Escola de Dança, no dia 18 de maio, entre as 16h00 e as 18h00, no Largo de São Marcos, nas Gaeiras.

workshop forro

Colóquio “Portugal na Idade do Gelo”

A Arméria - Movimento Ambientalista de Peniche e o Rotary Clube de Peniche organizam no dia 10 de maio, pelas 21h00, no Auditório Municipal de Peniche, o colóquio "Portugal na Idade do Gelo: do sistema do Almonda à Gruta do Caldeirão, passando pela Furninha", tendo como orador convidado João Zilhão.