Q

Previsão do tempo

20° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 23° C
20° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 23° C
20° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 24° C

Campeonato III Divisão – 2ª fase – 1ª jornada

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Caldas 3 Gavionenses 2   Valeu a segunda parte   Campo da Mata, Caldas da Rainha Árbitro: Joaquim Gato, auxiliado por Lourenço Abrantes e Tiago Nicolau, do CA de Setúbal Caldas                   Marco Custódio; André Jesus “cap”, Ricardo Santos, Miglietti e Tiago Santos (Duscher, 83’); Miguel Guerra, Pidocha, Justin (Bruno Francisco, 45’) e Miguel Andrade (João […]
Campeonato III Divisão - 2ª fase - 1ª jornada

Caldas 3 Gavionenses 2   Valeu a segunda parte   Campo da Mata, Caldas da Rainha Árbitro: Joaquim Gato, auxiliado por Lourenço Abrantes e Tiago Nicolau, do CA de Setúbal Caldas                   Marco Custódio; André Jesus “cap”, Ricardo Santos, Miglietti e Tiago Santos (Duscher, 83’); Miguel Guerra, Pidocha, Justin (Bruno Francisco, 45’) e Miguel Andrade (João Rodrigues, 45’); Miguel Pinho e Sabino Suplentes: Diogo, Jorge Barros, Marco Duarte, Chamusco Treinador: Gila Gavionenses        Rui Forte; Kinó, Óscar, Edgar e Gonçalo; Miguel, Santana e Nuno Mateus; Tiaguito (David, 87’), Edilson (Zezinho, 66’) e Hugo (Job, 59’) Suplentes: Sacho, Wilson, Bruninho Treinador: Mazo Ao intervalo: 0-2 Marcadores: Sabino (55’ e 85’) e Pidocha (72’); Tiaguito (13’) e Edilson (40’) Disciplina: Cartão amarelo para Pidocha (36’), Tiago Santos (76’) e Miguel Guerra (88’); Santana (31’) e Óscar (71’)   No primeiro desafio da segunda fase o Caldas alcançou os três pontos ao derrotar o Gavião por três bolas a duas, no entanto, este resultado foi possível pelo despertar dos alvinegros no segundo tempo, na medida em que a primeira parte correu deveras mal para os caldenses. O Caldas até entrou bem no encontro, criando oportunidades de marcar até ao surgimento do golo do Gavionense. A equipa do Gavião marcou, aos 12’, numa jogada de desatenção dos jogadores do Caldas. A perda de bola foi fatal e Tiaguito aproveitou. Em desvantagem, os caldenses ficaram completamente desatentos e nada parecia correr bem…nem um simples passe, e isso levou a que as ocasiões de golo para o Gavionense fossem aparecendo. Os caldenses foram procurando remar contra a má exibição, mas sem sucesso e o impensável acabou por acontecer aos 40’. Dois a zero para o Gavionense, numa jogada em que mais uma vez a defesa alvinegra não esteve bem. A perder por duas bolas, o resto do desafio não se adivinhava fácil, pois havia muita coisa a mudar. O despertar caldense aconteceu no segundo tempo e a reviravolta aconteceu com naturalidade. Aos 54’, Pinho fez um bom remate de longe que obrigou o guardião das redes do Gavionense a uma defesa apertada para canto. O Caldas tanto insistiu que acabou por marcar o seu primeiro golo, aos 56’, por Sabino. Na resposta, Santana rematou com perigo por cima da barra da baliza de Custódio. João Rodrigues que entrou na segunda parte para o lugar de Justin, desperdiçou uma boa oportunidade, aos 69’, para fazer o segundo golo. No minuto seguinte mais uma vez João Rodrigues fez um cabeceamento com algum perigo. O empate chegou finalmente, aos 72’, através de um livre directo marcado por Pidocha. Com mais este golo, o Caldas continuou em busca dos três pontos. O golo da vitória acabou por chegar aos 86’ com mais um golo de Sabino. Bruno Francisco centrou, João Rodrigues fez um primeiro remate e no ressalto Sabino não falhou. A vitória premiou a segunda parte realizada pelos jogadores alvinegros depois de uma primeira parte desastrosa.   A.N. (texto) Carlos Barroso (fotos)     Gila – treinador do Caldas “Uma atitude muito diferente”   “Até entrámos bem no jogo, tivemos dez minutos bons em que podíamos ter feito golo. Se calhar sabendo que somos superiores ao adversário e com aquelas situações que criámos facilmente pensámos que o golo ia aparecer mais cedo ou mais tarde, eles reagiram bem, começaram a trocar a bola e a subir no terreno e tiveram a felicidade e num grande pontapé colocaram-se em vantagem. Nós desorganizámo-nos, deixámos de ser um todo e perdemos a atitude que nos é habitual e acabámos por sofrer um segundo golo. Conseguimos transmitir aos jogadores que a atitude da primeira parte foi horrível, que a qualidade do passe e da recepção foi muito má. Entrámos depois com uma atitude muito diferente, era importante marcar cedo, o que aconteceu, e o segundo e terceiro golo apareceram com naturalidade. Pelo esforço na segunda parte merecemos a vitória. Vamos agora voltar a um estádio onde deixámos uma imagem muito má, por isso quero que em Peniche a equipa tenha um comportamento exemplar e é importante somar três mais três pontos para ficarmos com uma tranquilidade maior”   Cláudio Miglietti – jogador do Caldas “Jogando em casa ou fora o nosso objectivo é a vitória”   “O nosso objectivo era a vitória, partimos na frente desta fase e queríamos continuar na frente. Espero é que o que aconteceu tenha servido de exemplo para todos nós. Tivemos uma fase menos boa no princípio, mas conseguimos dar a volta e isso é o mais importante. Na primeira parte não estivemos bem, mas a segunda parte veio demonstrar o que realmente somos, grandes homens, excelente equipa. Acho que ficou demonstrado neste jogo que temos todas as condições para conseguir o nosso objectivo, estamos em primeiro e queremos estar lá quando acabar o campeonato. Nós jogando em casa ou fora o nosso objectivo é a vitória, nem sempre nos corre de feição, mas o nosso objectivo são sempre os três pontos e quanto mais cedo resolvermos esta questão, melhor”   Mazo – treinador do Gavionenses “A falta de experiência paga-se”   “Na primeira parte fomos felizes nos golos. No primeiro o defesa perdeu a bola e o Tiago marcou, no segundo outra perda de bola, fizemos uma boa transição e fizemos marcámos o segundo. O que pedi ao intervalo foi para não darmos brindes ao adversário, mas demos, o Caldas melhorou animicamente, veio para cima de nós e deu a volta. A minha equipa é muito nova, tem dois jogadores que jogaram nos nacionais e a falta de experiência paga-se”

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Papagaios gigantes coloriram o céu na Foz do Arelho

O passado fim-de-semana foi de grande animação na Foz do Arelho, com diversos eventos a terem lugar, no âmbito do 2º Festival da Lagoa. No domingo, os papagaios tomaram conta do céu.

primeira

Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos continuam fechados ao fim de semana

A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.

urgencia

“Mural dos afetos” dá as boas-vindas a quem chega à cidade

A imagem de uma mãe abraçada à filha embeleza a fachada de um edifício na Rua General Amílcar Mota, na entrada sul da cidade. Trata-se de um mural de arte urbana, da autoria de Daniel Eime, que identifica Caldas da Rainha como uma cidade que há uma dezena de anos faz parte do Movimento Cidade dos Afetos.

afetos