Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 26° C
17° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 27° C
18° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 31° C

Carlos Oliveira expõe “Mães de Luz”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O artista caldense Carlos Oliveira inaugurou no passado domingo a exposição de escultura “Mães de Luz”. Esta mostra de 14 esculturas representativas da Mulher, da Amante e da Mãe, que realça a união entre a luz e o cristal, está patente até o dia 31 de Dezembro, no atelier do artista, na Rua das Palmeiras […]
Carlos Oliveira expõe "Mães de Luz"

O artista caldense Carlos Oliveira inaugurou no passado domingo a exposição de escultura “Mães de Luz”. Esta mostra de 14 esculturas representativas da Mulher, da Amante e da Mãe, que realça a união entre a luz e o cristal, está patente até o dia 31 de Dezembro, no atelier do artista, na Rua das Palmeiras – Lote 2 – Crocha, nas Caldas da Rainha. Segundo Carlos Oliveira, esta exposição nasce de uma desilusão que teve em relação a um trabalho que lhe foi negado. “Estive a trabalhar num projecto com a arquitecta Cristina Leiria, para uma proposta de um presépio com três metros de altura, para a nova Basílica de Fátima. Estivemos 15 dias para executar a maquete e um mês para receber uma resposta negativa”, explica o artista, acrescentando que “depois da desilusão voltou a nascer uma luz com os amigos a incentivarem-me a aproveitar o material e transformá-lo”. “E aí nasceram as mães”, sublinhou.  Carlos Oliveira já trabalha há alguns anos a temática da maternidade. Nesta exposição o que o artista trouxe de novo são esculturas com um novo conceito estético e plástico, feitas com material translúcido e transparente, designado alabastro cristalino. A mostra é, segundo o artista, “uma homenagem que eu quero fazer às mulheres da minha vida e às mães, porque a mãe e a mulher é um ser de luz”, apontou.      Carlos Oliveira agradeceu em público a colaboração de dois amigos que o ajudaram na concretização desta exposição, o seu colaborador no Atelier, António José Santos, e Fernando Filipe, que está ligado ao vidro e ao cristal. Coube a Alexandre Sousa fazer a apresentação da mostra, referindo que o trabalho “reflecte a genuína sensibilidade de um homem profundamente dedicado à arte”, acrescentando que “a beleza de formas e delicadeza do cinzel deixam adivinhar a presença do sagrado, o ritual da maternidade que não se esgota no dia do nascimento, mas que se inicia no acto da concepção e se prolonga ao longo da vida, tal como a obra do artista”. De acordo com Alexandre Sousa, a exposição realça um importante e valioso estudo sobre técnicas e materiais, conduzindo a uma perfeita união entre a luz e o cristal. “Mães de Luz” são a expressão de um elevado domínio técnico, de uma refinada exploração dos materiais, da imprevisibilidade no contexto da sua produção artística. São um brilhante toque de génio e um inegável gesto de amor”, adiantou.  Natural das Caldas da Rainha, Carlos Oliveira encetou a sua carreira como escultor e ceramista, tendo percorrido diversos caminhos e expressado diversas linguagens, sempre ao serviço da liberdade criativa. A sua formação como homem de artes começou em 1981, no CENCAL, nas áreas de desenho e moldagem, sob os ensinamentos dos mestres Artur Lopes, Armando Correia e Herculano Elias. Esteve desde a década de 80 ligado a projectos da indústria cerâmica, nas áreas de modelação, design e moldes, colaborando com empresas nacionais e internacionais. Em 1989, Carlos Oliveira inaugurou o seu Atelier na Crocha, onde hoje possui condições de executar obras de grandes dimensões, quer em cerâmica quer em escultura, bronze, fibras e resinas. Da vasta obra já realizada merecem especial destaque os vidrados de alto fogo, o painel cerâmico do Edifício Quadrante, o bronze de homenagem aos Bombeiros de Oleiros, a escultura de homenagem à Mãe Gandareza, o monumento de Homenagem ao Destacamento Português no Kosovo (Missão KFOR – 2006). Devem ainda referir-se os trabalhos de parceria efectuados no seu atelier com Augusto Cid ou Cristina Rocha Leiria, entre outros. A exposição pode ser vista de segunda a sábado das 9h00 às 20h30.   Marlene Sousa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Candidata da Iniciativa Liberal em piquenique no Parque D. Carlos I

Ana Martins, candidata da Iniciativa Liberal (IL) às eleições europeias, participou num piquenique no Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha, onde manifestou que o país “podia ter feito muito mais com os fundos europeus que recebeu”.

Iniciativa Liberal 1

Composição de dança ganhou o 1º prémio do “Toma Lá Talento”

Martim Codinha, aluno no Colégio Rainha D. Leonor, conquistou o 1º lugar na final concelhia do concurso "Toma Lá Talento” com uma composição de dança.
O 2º lugar foi para Martim Marques, da Escola Secundária Rafael Bordalo, no domínio da guitarra.
A 3ª classificação foi para a dupla Marie e Anne, também da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, com cântico e guitarra.

talento 1