Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 25° C
17° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 27° C
18° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C

Nove vitórias consecutivas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Camisa do vice-presidente dá sorte ao Bombarralense Todos os domingos, Paulo Pedro, vice-presidente do Bombarralense para a área do futebol, cumpre o ritual de vestir a mesma camisa vermelha para assistir aos jogos do campeonato distrital de Leiria. Diz que é um amuleto e que desde que a usa a equipa não perdeu partida nenhuma. […]
Nove vitórias consecutivas

Camisa do vice-presidente dá sorte ao Bombarralense Todos os domingos, Paulo Pedro, vice-presidente do Bombarralense para a área do futebol, cumpre o ritual de vestir a mesma camisa vermelha para assistir aos jogos do campeonato distrital de Leiria. Diz que é um amuleto e que desde que a usa a equipa não perdeu partida nenhuma. E já lá vão nove vitórias consecutivas, que deixam os adversários a larga distância. “Na primeira jornada vesti esta camisa e na brincadeira, como sou sportinguista, a malta disse que, porque ganhámos, eu agora devia andar com ela vestida vários domingos. E eu respondi que a usaria até ao dia em que nós perdêssemos, mas disse logo que pensava que pelo menos dez jogos iria estar com a camisa vestida. E cumpriu-se. Foi uma brincadeira que está a dar resultado”, relata ao JORNAL DAS CALDAS. “A camisa nem sequer é lavada. Todos os domingos, tiro a camisa e fica pendurada. Só a uso ao domingo, mais nada”, conta Paulo Pedro, que não se importa do falatório acerca dos “poderes” da camisa. A boa disposição é uma constante no balneário e Paulo Pedro prefere destacar que o sucesso reside no facto de ser “um grupo muito unido”. Nove vitórias consecutivas dão “um ânimo bastante grande”. Este é o melhor arranque de sempre do clube do Bombarral num campeonato, o que leva o vice-presidente a afirmar que “neste momento somos obrigados a assumir a candidatura à subida da divisão”. “No princípio da época não pensávamos nisso, só queríamos ficar bem classificados nos três primeiros lugares, mas da maneira como as coisas estão a correr temos mesmo de pensar na subida. O plantel é que começou a puxar pela direcção para esse objectivo”, declara. Cada jogo que têm pela frente “maior é a responsabilidade”. “Agora toda a gente quer ganhar ao Bombarralense”, aponta, reconhecendo que “sentimo-nos um alvo a abater”. Francisco Gomes (texto) Carlos Barroso (foto) Legenda: Paulo Pedro com a camisa “milagrosa” e o capitão da equipa, Paulo Silva Só vitórias Em nove jornadas, o Bombarralense venceu todos os encontros, marcando 19 golos e sofrendo dois (tem a melhor defesa, mas o melhor ataque é do Guiense, com 24 golos). A performance não é, no entanto, inédita, nos campeonatos distritais esta época. No distrital de Portalegre, o Campomaiorense conseguiu o mesmo número de vitórias seguidas nos nove jogos que disputou e apresenta um ‘goal-average’ de 38-2. Em Coimbra, o Nogueirense tem oito vitórias seguidas (25-6) e em Évora, o Vendas Novas arrancou o campeonato com cinco vitórias consecutivas (11-2). Renovação Metade da equipa da época passada, em que ficou em nono lugar, foi renovada. O Bombarralense foi buscar 12 novos jogadores ao Torreense, ao Riomaiorense, ao Grupo Desportivo de Peniche, ao Óbidos Sport Clube, ao Lourinhanense e às suas camadas juniores e secção de futsal. Agenda O próximo jogo do clube do Bombarral para o campeonato distrital de Leiria é no dia 6 de Dezembro, na casa do Leiria e Marrazes. Depois recebe o Beneditense e antes do final do ano disputa o derby concelhio com o Valcovense, também do Bombarral. “Algum dia vamos perder” Paulo Silva, capitão da equipa, confessa que o balneário “está muito contente”. “Até agora já batemos o recorde distrital, que era de seis vitórias, agora vamos trabalhar para conseguir mais vitórias”, afirma. A força da equipa está “no colectivo”. “Trabalhamos todos para o conjunto e quando algum colega falha está logo outro para ajudar e incentivar. A união que temos no balneário transmitimos para dentro do campo”, manifesta. O capitão assegura que “vai ser difícil nos conseguirem parar”, mas está consciente de que “algum dia vai ter de acontecer perdermos”. Quanto à camisa vermelha do vice-presidente estar a dar sorte à equipa, Paulo Silva apenas graceja com a situação e revela outro ritual do plantel antes de entrar no relvado: “No aquecimento, os que jogam fazem os exercícios sempre juntos no mesmo sítio”. Apesar de jogar na posição de médio, Paulo Silva é actualmente o melhor marcador da equipa, com cinco golos. Amadores com profissão O orçamento para o futebol é de cinco mil euros mensais (dez meses). “Todos são amadores e trabalham noutra profissão. Jogam por divertimento. O que ganham aqui não dá quase para os gastos que têm”, afirma Paulo Pedro. Não há prémios de jogo e os atletas ganham entre 100 (mínimo) e 250 euros (máximo. A equipa treina três vezes por semana (terças, quintas e sextas), entre as oito e as nove e meia da noite, após o fim do dia de trabalho dos jogadores e antes de jantarem. A maior parte dos atletas é do Bombarral e o resto vive nos concelhos à volta. Orientado por Rui Almeida, o plantel tem 23 jogadores: guarda-redes – Luís Paulo, Dário e Bruno (júnior); defesas – Gato, Bruno Mimoso, Conchinha, Luís Silva, Vasco Silva, Nhau, Rui João e Cadeira; médios – Morgadinho, David Dias, Hélder Vitorino, Paulo Silva, Mário, André “Popas”, Vilaça e André “Peles”; avançados – Pedro Fonseca, Palatino, Bruno Basílio e Carlitos. Não há jogadores de nacionalidade estrangeira no plantel. Fundado em 1911 O Sport Clube Escolar Bombarralense foi fundado em 1911. É presidido por João Carlos Frois. Entre outras actividades, tem equipas de ginástica, patinagem artística, karaté e futsal. A equipa de futebol tem alternado a presença na III Divisão Nacional e nos campeonatos distritais de Leiria. Conquistou três taças distritais. Na Taça de Portugal o melhor que conseguiu foi chegar aos 1/32 avos, em 1976/77. O seu estádio tem a lotação de 1800 lugares. O equipamento é amarelo com riscas verdes (camisa) e calções pretos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Hóquei em patins no Pavilhão da Mata

No passado sábado o hóquei em patins regressou às Caldas da Rainha e ao Pavilhão Municipal da Mata para a 9ª e penúltima jornada do Campeonato Nacional de Masters +35 da época 23/24.

hoquei

Recolha e troca de brinquedos

No dia 1 de junho a associação sem fins lucrativos Ajudouro vai realizar uma festa de oferta, recolha e troca de brinquedos em segunda mão, no espaço Leonel Miranda, no Bairro da Ponte, cedido pela União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro, onde irá haver espaço para as crianças brincarem.

brinquedos