Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 21° C

Foz do Arelho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Venda da lã não paga tosquia A crise no sector dos têxteis e lanifícios está a deixar desesperados os criadores de ovelhas, que andam a ter prejuízo com a actividade, porque a despesa da tosquia é maior do que o valor recebido com a venda da lã. Francisco Justo, 61 anos, dono de 700 ovelhas […]
Foz do Arelho

Venda da lã não paga tosquia A crise no sector dos têxteis e lanifícios está a deixar desesperados os criadores de ovelhas, que andam a ter prejuízo com a actividade, porque a despesa da tosquia é maior do que o valor recebido com a venda da lã. Francisco Justo, 61 anos, dono de 700 ovelhas na Foz do Arelho, faz as contas à vida: “No ano passado vendemos a lã a 1,20 euros o quilo e neste momento está a 35 cêntimos. Cada ovelha pode dar até quatro quilos, só que para retirar a lã pago ao tosquiador 2,10 euros cada animal”. “Fui funcionário do Estado – inspector sanitário de matadouros – e estou a perder a minha reforma todos os dias aqui nestes rebanhos de gado”, lamenta. O criador aponta que já não tem sentido o dito popular “da ovelha despe-se a pele, veste-se o dono e faz-se a festa”. “Neste momento já não veste o dono nem dá para fazer a festa”, indica. Com o encerramento de grande parte das indústrias de lanifícios do país, o recurso tem sido vender a lã aos espanhóis. “Os espanhóis estão organizados e montaram um depósito em Estremoz e outro em Beja onde fazem a recepção da esmagadora maioria das nossas lãs. Se for vender em mercados nacionais recebo 35 cêntimos o quilo. Os espanhóis ainda pagam 45 cêntimos, o que não é nada, porque não chega para a tosquia nem para pagar ao pastor nem as despesas de alimentação dos trabalhadores no dia do serviço”, relata. 1000 euros é o valor aproximado da despesa com a tosquia de 422 ovelhas no passado fim-de-semana na propriedade explorada por Francisco Justo na Foz do Arelho. O criador prevê arrecadar menos de 700 euros com a venda da lã. Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Bombarral com teleassistência e monitorização

O Município do Bombarral vai firmar um protocolo de cooperação com a GNR com vista à implementação do programa “eGuard – Sistema de Teleassistência e Monitorização”.

Opticaldas renovou imagem

A Opticaldas, a funcionar há cerca de três décadas em Caldas da Rainha, renovou o espaço com o intuito de criar mais conforto para a equipa e clientes. Preocupada com o meio ambiente, adotou práticas voltadas para a sustentabilidade. O “ambiente familiar” e a “proximidade com o cliente” são um dos fatores diferenciadores da Opticaldas, que apresenta uma nova imagem.

Opticaldas 1