Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
22° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C

Ciclo de Cinema sobre sexo

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Escandaloso” no CCC Um ciclo de cinema, com a designação “Escandaloso”, vai decorrer no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, entre 4 e 25 de Maio. “Escandaloso” procura reabilitar algumas das obras mais provocadoras e evocativas de uma era (entre o final da década de 60 e o início de 70), que […]
Ciclo de Cinema sobre sexo

“Escandaloso” no CCC Um ciclo de cinema, com a designação “Escandaloso”, vai decorrer no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, entre 4 e 25 de Maio. “Escandaloso” procura reabilitar algumas das obras mais provocadoras e evocativas de uma era (entre o final da década de 60 e o início de 70), que retratou a sexualidade como derradeira fronteira ética e estética do cinema. Recuperar títulos míticos que acompanharam a época da Revolução Sexual e retratar um dos períodos mais liberais da História humana é o principal objectivo, sem moralismos e fora de preconceitos. Pretende-se também estimular o debate e a reflexão em torno do determinante contributo cultural do cinema para a sociedade e sublinhar a amplitude da sua marca no tempo e na memória humana. Programação: O Último Tango em Paris, de Bernardo Bertolucci Com: Marlon Brando, Maria Schneider, Maria Michi, Jean-Pierre Léaud Ita/Fra (1972) Dia 4 de Maio, às 21h30 Uma das mais controversas obras das últimas décadas, “O Último Tango em Paris” transpira uma energia sexual jamais vista em algum filme, antes ou depois, este é um clássico cintilante que chocou o mundo e alterou a face de uma forma de arte. Marlon Brando é um americano de 45 anos a viver em Paris, assombrado pelo suicídio da sua mulher, enquanto Maria Schneider é uma bela parisiense de 20 anos, noiva de um jovem realizador. Apesar de desconhecidas, estas duas almas atormentadas juntam-se para satisfazer as suas necessidades sexuais num apartamento tão despido como as suas tristes vidas. A Bela de Dia, de Luis Buñuel Com: Catherine Deneuve, Jean Sorel, Michel Piccoli, Geneviéve Page Ita/Fra (1967) Dia 11 de Maio, às 21h30 Séverine (Catherine Deneuve), é feliz e casada com um cirurgião de sucesso. A sua extrema beleza, esconde no entanto estranhas obsessões. Ao saber, por um amigo de seu marido, a morada de uma casa de passe, começa a “trabalhar” ali para suplantar a sua frigidez. O mestre Luis Buñuel aborda aqui alguns dos seus temas recorrentes: sexo e obsessão, num filme cheio de referências sadomasoquistas que se alimenta da história de uma mulher da alta sociedade no universo da prostituição; captando os seus encontros singulares assim como as perversões dos seus clientes. Lua de Mel, Lua de Fel, de Roman Polanski Com: Peter Coyote, Emanuelle Seigner, Hugh Grant, Kristin Scott Thomas Fra/RU (1992) Dia 18 de Maio, às 21h30 Num drama explosivo do realizador Roman Polanski, que explora as mais obscuras profundezas da perversão sexual, Nigel (Hugh Grant) e Fiona (Kristin Scott Thomas), um reprimido casal britânico, procuram recuperar o amor perdido ao viajarem num luxuoso cruzeiro até Istambul. Mas os seus planos rapidamente se alteram, quando conhecem Oscar (Peter Coyote), um estranho passageiro, e a sua bonita mulher Mimi (Emmanuelle Seigner), que parece disposto a relatar os seus mais íntimos segredos sexuais. Nigel e Fiona acabam por se tornar observadores e participantes numa tragédia de obsessões e paixões, conduzida aos limites do erotismo. Decameron, de Pier Paolo Pasolini Com: Guido Alberti, Patrizia Capparelli, Franco Citti, Ninetto Davoli Ita/Fra/RFA (1970) Dia 24 de Maio, às 21h30 Adaptação de nove histórias do Decameron de Boccaccio: um jovem siciliano é enganado duas vezes mas acaba por ficar rico; um homem faz-se passar por surdo-mudo num convento de freiras curiosas; uma mulher tem de esconder o seu amante quando o marido chega mais cedo a casa; um patife engana um padre no seu leito de morte; três irmãos vingam-se no amante da irmã; uma jovem dorme no telhado para encontrar o namorado à noite; um grupo de pintores espera por inspiração; um padre astuto tenta seduzir a mulher de um amigo; e dois amigos fazem um pacto para descobrir o que acontece depois da morte. Pasolini utiliza os seus velhos truques para satirizar a igreja e lançar doses liberais de vida e de amor.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural no Bairro da Ponte está a ser pintado por crianças

O muro da ponte sobre o caminho de ferro que une as duas freguesias da cidade das Caldas da Rainha, no Bairro da Ponte, está agora a ser utilizado como espaço criativo para as crianças pintarem, englobadas em atividades de ATL.

mural 1

Detido com faca após zaragata no Parque

Um indivíduo de 26 anos foi detido pela PSP das Caldas da Rainha no Parque D. Carlos I quando tinha abandonado uma faca de mato, com uma lâmina com comprimento superior ao legalmente permitido, após ter estado envolvido numa zaragata com outro homem.

parque1 1

“Barcos com História” em exposição em Alfeizerão

“Barcos com História” é como se designa a exposição de modelismo estático de Aníbal Figueiredo que está patente até 31 de julho no espaço Baú das Memórias, em Alfeizerão.Trata-se de uma mostra de 17 miniaturas em madeira que representam barcos que de uma forma ou outra marcaram a história.

Barcos 1