Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C
14° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 22° C
14° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 24° C

Taxista de Óbidos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Há 13 meses à espera da renovação da carta de condução Um taxista de Óbidos está há mais de treze meses à espera de receber a carta de condução, que foi para renovar, mas que ainda não lhe foi entregue. Como trabalha junto a uma unidade hoteleira de prestígio, o homem alega ter grandes prejuízos, […]
Taxista de Óbidos

Há 13 meses à espera da renovação da carta de condução Um taxista de Óbidos está há mais de treze meses à espera de receber a carta de condução, que foi para renovar, mas que ainda não lhe foi entregue. Como trabalha junto a uma unidade hoteleira de prestígio, o homem alega ter grandes prejuízos, por ter de recusar vários serviços para Espanha, uma vez que a guia de substituição não lhe permite conduzir fora do território nacional. “Esta saga começou no dia 11 de Fevereiro de 2008. Dirigi-me ao Posto de Atendimento ao Cidadão de Óbidos para renovar a carta, entreguei a papelada toda e têm vindo a pôr carimbos sucessivos na guia de substituição conforme vão terminando os períodos de validade, entre 90 a 120 dias”, relatou Fernando Constantino, de 56 anos. Antigo agente da Polícia Marítima, residente no Olho Marinho, reformou-se há cinco anos e passou a ser taxista, ocupando a praça de táxis do Hotel Marriot da Praia D’El Rey, unidade de cinco estrelas. “Para Espanha já tive vários serviços, porque trabalho no resort de um campo de golfe, há golfistas que vêm de Espanha para aqui, e devido à quantidade de bagagem que trazem, como o meu carro é grande, serve-lhes, mas tenho de recusar porque a guia provisória não me deixa conduzir no estrangeiro”, indicou. De acordo com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT), ex-Direcção-Geral de Viação, “a guia funciona como substituta da carta em território nacional e para poder circular em território extra-nacional o condutor terá de pedir ao Automóvel Clube de Portugal (ACP) uma carta internacional que terá a validade da guia”. “Fico sem ganhar alguns milhares de euros e para obter o documento do ACP tenho de despender cerca de 45 euros e pode acontecer ter de pagar várias vezes até me chegar a carta renovada”, exclamou Fernando Constantino. “Num país em que temos o Simplex, parece que não é para todos”, lamentou. O IMTT de Leiria informou ter “falhado a impressão da carta”, assegurando que o assunto ia ser resolvido o mais rápido possível. “Se entretanto a carta não aparecer vou pôr-me em frente à DGV de Leiria com um cartaz a protestar”, revelou Fernando Constantino. 95 mil cartas por entregar O IMTT tem vindo a divulgar a actividade relacionada com a emissão das cartas de condução registada em cada semana, o número de pedidos e de emissões, bem como a totalidade de títulos em produção nas suas diferentes fases, anunciando que se tem registado uma “recuperação” desde Setembro de 2008, altura em que havia 181.652 cartas em produção, passando para 94.734 cartas, dados referentes a 8 de Março. Segundo o IMTT, estão pendentes 7.890 cartas (aguardam informação ou documentos dos requerentes), em registo 7.628 (aguardam aprovação), registadas a aguardar 94.734 (para digitalização e associação das imagens da fotografia e assinatura dos requerentes), e em produção 60.562 (última fase, em que são enviadas por correio registado a cada titular). De acordo com o IMTT, na primeira semana de Março foram requeridas 19.445 cartas, tendo sido expedidas 10.358. Francisco Gomes (texto)

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Torneio de Voleibol Feminino de Veteranas em Óbidos

A secção de voleibol da Associação Desportiva de Óbidos levou a cabo a 2ª. Edição do Torneio de Voleibol Feminino de Veteranas, no Pavilhão Municipal, no passado dia 26, reunindo nove equipas e 108 atletas, com idade igual ou superior a 30 anos. A vitória coube à equipa Buzz (Marinha Grande).

veteranas1

Acrotramp Clube de Caldas campeão nacional na categoria de juvenis

A equipa da categoria de juvenis do Acrotramp Clube de Caldas, constituída por Rita Laranjeira, Zoe Mendes, Lara Murtinho e Madalena Gonçalves sagrou-se campeã nacional. Rita Laranjeira é campeã nacional em trampolim individual. Zoe Mendes e Andreia Berto (seniores) alcançaram o pódio no 3º lugar. Rita Laranjeira e Lara Murtinho ficaram em 3º lugar em trampolim sincronizado.

Acrotramp1