Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 21° C
15° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 21° C
15° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 21° C

Junho das Artes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Óbidos recebe artistas nacionais de renome Rui Chafes, Pedro Calapez, Pedro Proença, Pedro Cabrita Reis, José Pedro Croft, José Aurélio, Graça Pereira Coutinho e Cristina Ataíde são os grandes nomes da Arte Contemporânea que vão estar em Óbidos no Junho das Artes 2008. Trata-se de uma iniciativa que pretende ainda homenagear a designer de interiores […]
Junho das Artes

Óbidos recebe artistas nacionais de renome Rui Chafes, Pedro Calapez, Pedro Proença, Pedro Cabrita Reis, José Pedro Croft, José Aurélio, Graça Pereira Coutinho e Cristina Ataíde são os grandes nomes da Arte Contemporânea que vão estar em Óbidos no Junho das Artes 2008. Trata-se de uma iniciativa que pretende ainda homenagear a designer de interiores Maria José Salavisa, o pintor, cenógrafo e figurinista Abílio de Mattos e Silva e mostrar o trabalho de jovens artistas nacionais. O Junho das Artes, que decorre de 6 a 29 de Junho, pretende identificar Óbidos com a inovação e criatividade, promovendo um melhor acesso e fruição da arte contemporânea a toda a comunidade. Este evento promove um conjunto de iniciativas a realizar tanto em espaços mais convencionais, como galerias e museus, como em espaços públicos e em edifícios adaptados para efeito, permitindo a realização de diferentes exposições e eventos que promovam a fruição das artes na sua multidisciplinariedade e a divulgação de autores com diferentes expressões e linguagens artísticas. Tornar a vila de Óbidos num espaço de “invasão” artística, levando a efeito um conjunto de manifestações artísticas que conciliem e valorizem a relação entre o património histórico e a criação e intervenção artística contemporânea é um dos pontos essenciais desta iniciativa. Homenagem a Abílio de Mattos Silva e Maria José Salavisa O Museu Abílio de Mattos e Silva tem como razão de existência o espólio do artista, nomeadamente nas áreas da cenografia, figurinismo, ilustração e design gráfico, pintura e desenho, doado ao Município de Óbidos por Maria José Salavisa Mattos e Silva. Nas diferentes áreas de criação/produção a que Abílio se dedicou não existe, para lá do Museu do Teatro em Lisboa, mais nenhum espaço de autor, dedicado a áreas tão específicas de criação e, por isso, a abertura do Museu Abílio de Mattos e Silva permitirá criar condições para a realização de acções diversificadas no âmbito das artes cénicas fora do contexto da representação. A Casa do Arco – Abílio de Mattos e Silva e Maria José Salavisa será uma Casa Museu que proporcionará uma viagem pelo interior de um edifício onde viveram personalidades relacionadas com a cultura portuguesa do século XX. Este é um espaço propício à realização de pequenos encontros sobre literatura, artes e música, onde se vão promover eventos para pequenos grupos. A abertura oficial do Centro de Design de Interiores acontecerá durante a iniciativa Junho das Artes, sendo inaugurado com uma exposição de projectos e obras de Maria José Salavisa. Para além desta exposição, vai ser desenvolvido um conjunto de actividades, designadamente a recolha de projectos que se possam constituir como um acervo interessante de informações para os visitantes do centro e a realização de seminários, conferências e workshops nos domínios do design e arquitectura de interiores. Exposições Na Galeria Ogiva serão expostas obras de alguns dos autores de arte contemporânea mais reconhecidos internacionalmente e que têm como traço comum Maria José Salavisa (Pedro Cabrita Reis – José Pedro Croft – Pedro Proença – Pedro Calapez – Cristina Ataíde – Graça Pereira Coutinho, Rui Chafes). Na Galeria do Pelourinho haverá uma exposição sobre a obra de Maria José Salavisa e o auditório de Santiago irá acolher a instalação do jovem criador, mas já premiado (BES Revelação, EDP) Ramiro Guerreiro. A Igreja do Mucharro será preenchida com obras de novos criadores, designadamente da Escola Superior de Arte e Design das Caldas da Rainha (ESAD), Clube Português de Artes e Ideias e Escola Superior de Belas Artes de Lisboa (ESBAL). Haverá ainda instalação de obras de artistas consagrados, designadamente José Aurélio e Rui Chafes, em espaços públicos de passagem, o que proporcionará um contacto mais próximo das pessoas com as obras de arte e a promoção da Vila de Óbidos como comunidade dinâmica nos domínios das artes e da cultura. Como se pretende que o Junho das Artes seja um evento que admite, nos domínios da arte contemporânea, a presença de todos os tipos de linguagens artísticas e formatos de apresentação de obras de arte, neste item inscrevem-se também jovens criadores que apresentarão as suas obras e novos projectos nas ruas e espaços públicos de Óbidos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Festa no Reguengo da Parada

A festa em honra de Nossa Senhora da Guia vai animar o Reguengo da Parada entre 10 e 19 de maio, numa organização da Associação Desportiva e Recreativa. No dia 10, pelas 22h00, o baile é com Chaparral Band, e no dia 11 atua Bico d’Obra, seguindo-se o dj Rikardo....

437574991 1873892616378257 4348903617813390839 n

Convívio na Palhoça

A Associação Cultural Desportiva da Palhoça é palco de um almoço de convívio com cozido à portuguesa no dia 28 de abril. A animação musical estará a cargo de Rodrigo. Inscrições pelo telemóvel...

Samuel Freire e Catarina Ribeiro vencem nas Caldas nos 10.000 metros

Samuel Freire e Catarina Ribeiro conquistaram no passado sábado os títulos de Portugal em 10.000 metros, nos campeonatos que decorreram na pista verde de Caldas da Rainha, numa organização da Federação Portuguesa de Atletismo, com apoio da Associação Distrital de Atletismo de Leiria e do Município de Caldas da Rainha.

atletismo2