Q

Previsão do tempo

13° C
  • Wednesday 9° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 12° C
13° C
  • Wednesday 9° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 12° C
13° C
  • Wednesday 8° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 12° C

Campeonato Divisão Honra Juniores

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Caldas: 2 Bombarral: 1 Não era necessário tanto sofrimento Caldas: Pedro Ferreira, Marcelo Matias (por Rodrigo Amaro aos 67’), Ricardo Oliveira, Diogo Bem, André Simões, Tiago Costa, Tiago Romão, João Camacho, Patrick Guilherme (por Tiago Silvestre aos 86), Miguel Alves e Nuno Sobreiro No banco: André Pascoal e Rodrigo Rocha Treinador: Renato Fernandes Adjunto: Décio […]
Campeonato Divisão Honra Juniores

Caldas: 2 Bombarral: 1 Não era necessário tanto sofrimento Caldas: Pedro Ferreira, Marcelo Matias (por Rodrigo Amaro aos 67’), Ricardo Oliveira, Diogo Bem, André Simões, Tiago Costa, Tiago Romão, João Camacho, Patrick Guilherme (por Tiago Silvestre aos 86), Miguel Alves e Nuno Sobreiro No banco: André Pascoal e Rodrigo Rocha Treinador: Renato Fernandes Adjunto: Décio Benedito Delegados: António Pancada, António Sancheira e Raimundo Santos Psicóloga: Dora Ferreira Fisioterapeuta: Ana Costa Marcadores: Tiago Costa e Nuno Sobreiro Para um “derby” que se perspectivava emotivo, o Caldas SC apresentou-se sem muitos dos seus jogadores, uns a contas com lesões e os restantes presentes na viagem de finalistas de 12º ano da sua escola. Desta forma, a equipa caldense era assim constituída somente por 15 jogadores, sendo um deles pertencente à equipa dos Juvenis A. Apesar das contrariedades, a equipa inicial do Caldas percebeu muito bem a importância do jogo e empurrou o seu adversário para a sua área, realizando jogadas de belo efeito, fundamentalmente a explorar a velocidade dos seus 3 atacantes, Miguel Alves, Nuno Sobreiro e Patrick. Este último, logo aos 6 minutos, envia um fortíssimo remate à barra e na jogada seguinte é Miguel Alves a falhar por pouco o golo. Aos 14 minutos, na melhor jogada do desafio, o Caldas coloca justiça no resultado: num lance em que participaram 5 jogadores do Caldas, a bola desloca-se ao primeiro toque desde a esquerda até à direita, acabando por ser Nuno Sobreiro a aparecer isolado na grande área e a rematar à saída do guarda-redes contrário. Após o golo, o Caldas continuou a ter boas jogadas de ataque, no entanto, de uma forma mais lenta, sendo os médios Tiago Romão e João Camacho os principais solicitadores de jogo dos seus 3 atacantes. A partir da meia hora de jogo, o Caldas abrandou demais, e o Bombarral através de uma maior pressão ao jogador com bola, subiu no terreno e começou a incomodar a defesa da casa. Foi num dos lances desta altura que um dos avançados bombarralenses, entra na área e finta o central Diogo Bem, este tenta desarmar o adversário e aparentemente toca nas suas pernas, fazendo assim grande penalidade. Na sequência, o avançado Ricardo Venâncio faz o 1-1 para o Bombarral. Antes do intervalo os jovens caldenses ainda tentaram chegar ao 2-1 mas foram mais uma vez bastante perdulários. No início da 2ª parte, o Caldas continuava a ser a equipa que procurava mais a vitória, sendo que o Bombarralense procurava defender a sua baliza, colocando mais homens na defesa. O Caldas atacava mas fazia-o de forma bastante lenta, e quando o fazia rapidamente tinha sempre oportunidades de golo mais flagrantes, acabando sempre por as falhar, situação que aconteceu com Nuno Sobreiro, que isolado enviou a bola para o corpo do guarda-redes. O treinador caldense, vendo o tempo a passar, decidiu arriscar um pouco mais, saindo o lateral direito Marcelo Matias e entrando Rodrigo Amaro para a posição de extremo. Um minuto depois de entrar, este jogador aparece isolado a um cruzamento da esquerda e falha, com um remate de cabeça, a baliza e já na pequena área. O tempo ia passando e o Caldas apesar de dominar e ter algumas oportunidades de golo, não conseguia marcar, até que aos 41’ minutos beneficia de uma grande penalidade após insistência dos jovens caldenses na grande área adversária e em que um defesa da equipa do Bombarral coloca a mão à bola. Chamado a marcar, o capitão Tiago Costa marca o golo com muita frieza. A partir desse momento e até o fim do jogo, o Bombarralense subiu mais no terreno e apesar de se ter acercado mais da área do Caldas, não teve qualquer tipo de oportunidade de golo. O jogo terminou assim com justiça no resultado, mas o Caldas teve de sofrer para ganhar, por culpa própria, pois não conseguiu concretizar as muitas oportunidades criadas ao longo de todo o jogo. Na próxima jornada (29/03), o Caldas desloca-se ao campo do SL Marinha, num jogo que opõe o primeiro e segundo classificados. R. F.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

1.ª Convenção Europeia dos Territórios Vinhateiros

Decorreu entre 1 e 4 de fevereiro a 1.ª Convenção Europeia dos Territórios Vinhateiros, no Centro de Alto Rendimento do Pocinho, em Vila Nova de Foz Côa, levada a cabo pela Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), em parceria com a Rede Europeia das...

vinho

Associação Desportiva de Óbidos perde no campeonato de voleibol

A equipa de voleibol do escalão de veteranos masculinos da Associação Desportiva de Óbidos recebeu no passado dia o Sport Operário Marinhense, no Pavilhão Municipal de Óbidos, respeitante à 6ª. jornada do 7º. campeonato de voleibol de veteranos masculinos-distrito...

veteranos

Clube de Ténis das Caldas da Rainho campeão regional de Interclubes

Terminou no passado fim de semana o campeonato regional de interclubes nos escalões de sub16 femininos, seniores femininos e veteranos +55 masculinos. A equipa sub16 feminina do Clube de Ténis das Caldas da Rainha, composta pelas atletas Bárbara Brito, Carlota...

tenis